Conecte-se a nós

Notícias

Família pede prisão preventiva, Polícia Civil investiga o caso

Published

em

Idosa está inconformada, com medo e vergonha por tudo o que aconteceu - Foto: Andressa Ramos

As marcas da agressão não estão visíveis e nem expostas pelo corpo da idosa de 75 anos, mas ficarão marcadas para sempre em sua memória. A mulher, que prefere não ter sua identidade divulgada, relata que foi estuprada por um idoso, seu vizinho, de 77 anos, na tarde da última quinta-feira (08), em Correia Pinto, na Serra Catarinense.

A vítima descreve que, após receber a notícia de que uma das vizinhas havia falecido, a idosa foi até a residência do casal de vizinhos para avisar sobre a morte, porém, encontrou somente o idoso, sua esposa teria ido à igreja.

Depois disso, a vítima retornou para sua casa. Como gosta de lidar com a terra, a idosa foi até a lavoura para mexer com suas plantações, neste instante, segundo ela, foi surpreendida pelo vizinho, que a pegou e arrastou até um banheiro, onde o fato ocorreu.

O filho da vítima foi quem presenciou a cena e tirou o idoso de perto da mãe. Diante da situação, os dois entraram em luta corporal. A idosa correu pedir ajuda e o filho do idoso sugeriu que a Polícia Militar fosse chamada. Todos os envolvidos foram levados à Delegacia de Polícia Civil.

Na delegacia, o idoso relatou um cenário diferente sobre o caso, onde afirma, que a idosa foi até a sua casa convidá-lo para um encontro, e, que, além disso, os dois mantém um relacionamento de três anos.

O Correio Lageano conversou com uma das filhas do idoso que se diz revoltada com o que o pai fez para a mãe. Ela comenta ainda que houve uma conversa confirmando o depoimento do pai, de que, idoso e a vítima estariam juntos há três anos. Segundo sua filha, o pai está em uma casa de amigos, e, por isso, não pôde dar entrevista à reportagem.

O fato de o idoso não ter sido preso em flagrante revoltou a família da vítima, que pede prisão preventiva do suspeito. A filha da vítima alega que o idoso está mentindo e que a mãe já havia comentando que há algum tempo o vizinho estaria fazendo assédio verbal não só com ela, mas com outras moradoras.

Tanto é, que depois do estupro mais cinco mulheres registraram boletim de ocorrência – de assédio verbal – contra ele. A família já fez duas manifestações em frente à delegacia e uma outra em frente ao fórum do município, porém, não tiveram respostas efetivas.

A advogada da família protocolou o caso no Ministério Público. Um dos receios da família é que a agressão se repita já que o idoso é vizinho da vítima.

Círculo de amizade

A vítima, o idoso e sua esposa eram amigos há alguns anos, quando o marido da vítima ainda era vivo. A filha do idoso comenta que os casais costumavam jogar dominós e fazer viagens juntos.

Polícia Civil

A delegada regional Luciana Rodermel garante que a Polícia Civil está investigando o caso. “Nós vamos fazer tudo aquilo que está ao nosso alcance. Não houve em nenhum momento qualquer tipo de negligência. Foi instaurado inquérito, ela foi submetida a laudo pericial. Todo esse caminho será seguido”

Anúncio
1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Idosa de 75 anos é estuprada por vizinho na Serra de SC - Sulinfoco

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: