Conecte-se a nós

Notícias

Exercício físico ajuda na cura de doenças

Published

em

Além disso, melhora na qualidade de vida e na socialização das pessoas - Foto: Camila Paes

Não é só com a intenção de levantar a autoestima que as pessoas têm ido às academias. Nos últimos anos, o público que frequenta diariamente os centros de musculação, as piscinas de natação e as salas de pilates também são aquelas pessoas que buscam alternativas para curar doenças e melhorar a qualidade de vida.  A educadora física Mayara Pereira Rodolfi explica que, no dia a dia da academia onde trabalha, ouve cada vez mais os alunos falarem em investir em exercício para não investir em medicamentos.

Ela revela que existem alunos que chegam para iniciar as atividades com diagnósticos de diversas doenças e consumindo mais de um remédio diariamente, mas, com a realização frequente do exercício físico, diminuem até mesmo para zero a quantidade de pílulas ingeridas diariamente.

O educador físico Marcelo Rossini Monteiro explica que é preciso haver conscientização no que se deve fazer para melhorar a qualidade de vida e, nos últimos anos, com a divulgação da mídia dos resultados positivos da prática de atividades físicas, as pessoas têm procurado com espontaneidade as aulas. “Quando você vai ao médico, por exemplo, a primeira coisa que pergunta é se pratica exercícios físicos e se a resposta for negativa, ele sugere que as práticas sejam iniciadas”, acrescenta ela.

O corredor de rua Paulo Henrique Sagaz, 73 anos, é frequentador assíduo da academia Winner, em Lages. Quase todos os dias ele passa, sem falta, pelas aulas de hidroginástica e musculação. Está sempre presente e o resultado disso é que, neste ano, ele corre a sua 16ª São Silvestre, em São Paulo. Ainda neste ano, ele participou de uma meia maratona em Toronto, no Canadá.

Paulo revela que desde 1979 ele pratica esportes, principalmente a corrida de rua. Entretanto, foi em 2002 que decidiu participar da São Silvestre, uma vontade que sempre teve. Ele considera a prática de exercícios um vício e os incorpora em sua rotina.

Por causa do clima da Serra Catarinense, Marcelo explica que muitas pessoas chegam reclamando de problemas respiratórios. Geralmente, optam pela natação, que melhora o fortalecimento da parte cardíaca e torna os indivíduos mais ativos. “É a única modalidade que o ser humano pode praticar desde os seis meses de idade, é a mais completa”, explica ele.

O educador ainda ressalta que, não é só a saúde física que a prática dos exercícios melhora, mas também a saúde mental, como na cura de doenças como a depressão. Isso porque incentiva o convívio com outras pessoas, força o aluno a sair de casa e o faz se sentir envolvido na sociedade.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Cinema

Facebook

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: