Conecte-se a nós

Notícias

Estação de piscicultura visa fomentar a criação de peixe na região

Published

em

Foto: Adecir Moraes

As obras de reforma da Estação Experimental de Piscicultura da Epagri, que fica na divisa entre os municípios de Lages e Painel, na antiga base do Ibama, se estenderão até 2019. Os serviços, que começaram em novembro do ano passado, têm como principal objetivo preparar o local que será usado para fomentar a piscicultura na região.

A estação possui uma vasta área e é equipada com tanques para a criação de alevinos (filhotes de peixe). Na década de 1980, o local foi usado para o desenvolvimento de pesquisa da truta – um peixe nativo da região. Posteriormente, passou a ser utilizado para a recuperação de animais silvestres apreendidos pela polícia.

No ano passado, a área foi repassada ao Governo do Estado, sendo que a Epagri ficou com a incumbência de comandar o local.
De acordo com o responsável pela estação, Vilmar Zardo, o local, onde já possui algumas atividades, tem por objetivo desenvolver pesquisas para fortalecer a piscicultura, principalmente as espécies de jundiá e truta, e assim impulsionar a cadeia produtiva na região.

“A estrutura daqui é fantástica”, elogia Zardo, ao lado do responsável pelo Programa Estadual de Aquicultura e Pesca da Região Serrana, o engenheiro-agrônomo Aziz Abou Hatem.

A meta é oferecer tecnologia para ofertar às seis Unidades de Referência Tecnológica (URTs) criadas recentemente nos municípios de Correia Pinto, Ponte Alta, Otacílio Costa, Bocaina do Sul, Campo Belo do Sul e Capão Alto. Depois de consolidadas, essas unidades servirão de referência na Serra Catarinense.

 

Revitalização

Zardo explica que as obras iniciaram em novembro do ano passado, com serviços de reforma e adaptações da estação. Primeiro, foi realizado o desassoreamento da barragem e a limpeza das valas que levam água para os tanques, dentre outros serviços.

Também foi feita a reforma do prédio do setor administrativo. As obras estão sendo custeadas com verba do Governo do Estado.
O próximo passo será licitar as obras do prédio de reprodução dos alevinos.

As ações também contemplam melhoria no laboratório do local e a aquisição de equipamentos, como rede de pesca. Esses equipamentos também vão atender a URTs. “A estação será o ponto de apoio do produtor e um pilar para desenvolver a piscicultura na região. Aqui será a casa do produtor”, finaliza Zardo.

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Cinema

Facebook

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: