Conecte-se a nós

Entretenimento

Essencial: Muito além do espelho

Published

em

Imagens: Agnes Samantha

Os olhos cheios de lágrimas de Ana Cláudia Bett Hinckel revelam, hoje, sua emoção.

Depois que foi diagnosticada com câncer de mama, passou por várias fases e decidiu dar um novo rumo na sua vida e não adiar mais seus planos. Com a doença fazendo parte do seu passado, descreveu, de forma descontraída, suas experiências aos familiares e amigos, como se faz em um diário.

E foi assim que surgiu o livro “Se tiver uma chance, reinvente-se”.

A notícia do câncer veio no dia do seu aniversário, 29 de maio de 2014, mudando sua rotina, hábitos e fazendo-a se questionar sobre a fragilidade da vida, sobre como seria se não tivesse chances de cura.

Durante o tratamento, Ana percebeu que era melhor raspar o cabelo do que esperar que caísse. Pediu ao filho e ao irmão que a ajudassem. Relutantes, eles não queriam ajudá-la, pediram que deixasse cair naturalmente, afinal, sabiam de sua vaidade e estranharam o pedido.

Mas essa era sua decisão, como tantas outras que surgiram. Rápido, Thiago pegou a vassoura e disse que varreria os fios, sobrou então para o irmão Paulo Michel a difícil tarefa do corte. Já com a cabeça raspada, escolheu seu primeiro lenço colorido. Depois disso, não parou mais de comprar, ganhar e inventar amarrações. Nem sempre foi fácil usar os utensílios, que além de enfeitarem, por muitas vezes, “torravam” sua cabeça.

Mas também percebeu que a perda do cabelo foi um dos sintomas mais fáceis pelos quais passou. “De todos os sintomas que passei durante a radioterapia e a quimioterapia, se tivesse que escolher um, seria ficar careca.”

Quando o tratamento acabou, ela queria seu cabelo de volta e esperar crescer foi mais difícil do que raspá-lo. Passou por fases em que se achava feia, sem cabelo, sem cílios, sem sobrancelha e muito magra. Aos poucos foi gostando do seu novo visual, recuperando o peso e descobriu a “Nova Ana”.

 

Projeto Laços de Vida

Os amigos e familiares tiveram um papel importantíssimo durante o tratamento e a recuperação.

Foi durante a radioterapia que Ana sofreu mais, foram muitas lágrimas derramadas, por estar esgotada com o tratamento que parecia sem fim e por ver o sofrimento das pessoas ao seu redor.

Fez muitas amizades no local do tratamento, algumas que, infelizmente, não tiveram a mesma chance que ela.

Foi assim que surgiu o projeto Laços de Vida. Depois de um ano e seis meses, ela voltou a trabalhar no Colégio Santa Rosa, com o cabelo ralo e decidiu fazer um aplique na franja para melhorar o visual, decisão que comentou entre as amigas. Uma delas, com uma longa cabeleira, rapidamente decidiu doar o cabelo. No dia seguinte, entregou os fios como forma de presente. A notícia se espalhou pelo colégio e as mechas e doações de cabelo não pararam de chegar. Até que surgiu a ideia do projeto que é realizado no local.

O objetivo é sensibilizar crianças e adolescentes sobre a importância da prevenção e do olhar solidário a quem enfrenta a doença. Com esse trabalho, são arrecadados lenços, gorros de lã, chapéus e mechas de cabelo para confecção de perucas. Há algum tempo, o projeto ampliou as ações e passou a arrecadar lacres de alumínios para compra de cadeiras de rodas, muletas e andadores. Além disso, é feito um trabalho junto ao Asilo Vicentino de Lages, onde, duas vezes por mês, Ana leva uma turma de alunos, onde desenvolvem atividades, uma forma de mostrar a importância do respeito ao idoso e o aprendizado com quem muito já viveu.

 

Amigos

 

Os amigos e familiares tiveram um papel importante durante todo o tratamento e recuperação de Ana. Alguns, inclusive, patrocinaram o sonho do lançamento de seu livro, como a Construtora Evoluta, Soldas Planalto, Clínica Le Santé, Transul, Adharas, Colégio Santa Rosa, Banco da Família, Laderm e Extrato.

Para o lançamento, outros apoiadores foram essenciais, e Ana é extremamente grata, ao Le Bistrô por ceder o espaço para o evento de lançamento; o Colégio Santa Rosa que, além de patrocinador concedeu o coquetel; a Ketryn Ramos e ao Apeadeiro Café, na pessoa da Maryela, pelos doces; Ana Ligia, Gabriel e as meninas Beatriz e Adélia por cantarem e encantarem; ao Toco Som pela sonorização, e ao professor Paulinho com o grupo Samba Raiz.

A renda arrecadada com a venda do livro será revertida ao projeto Laços de Vida, e ele pode ser adquirido no Mercado Livre, na Papelaria do Colégio Santa Rosa, no Instituto José Paschoal Baggio e Planalto Seguros. O valor é R$ 40.

 

Depoimentos

“Enfrentar a luta contra um câncer nunca é fácil, e cada pessoa enfrenta esse caminho da sua maneira. No seu livro, a Ana nos mostrou que sim, que teve medos, angústias e temores, mas que acreditar e dedicar-se ao tratamento, manter-se firme e confiante da sua melhora e apoiar-se naqueles que lhe queriam tão bem, fez com que esse caminho pudesse ser de renovação e superação. Apoio esse projeto, pois tenho certeza que suas palavras servirão de inspiração a muitos pacientes que enfrentam essa difícil batalha.” Rubia Battisti Vesqui Martins – Dermatologista da La Derm.

“Um livro como este ajuda a reforçar a mensagem para a população, de que muitos casos de câncer de mama são curáveis.” Marcelo Ceron – médico oncologista da Le Santé

“Para minha família e eu, estarmos ao lado da Ana Claudia nesse momento tão especial, e de alguma maneira fazermos parte da concretização desse lindo projeto, foi emocionante e gratificante. Que venham outros projetos como este, dos quais estaremos nós, Gabriel, meninas e eu, presentes, certamente. ” Ana Ligia Castro, amiga.

“Já conhecia o projeto Laços de Vida e quando ela me ligou falando sobre o livro, na hora eu topei participar, pois penso que temos que nos ajudar, ninguém está livre de passar por uma situação inesperada. Eu penso que contribuindo é uma forma de as pessoas se sentirem mais acolhidas, e como eu coloco todo amor e carinho nos doces que faço, todo esse amor e carinho também foram para o lançamento do livro da Ana” Ketryn Ramos.

“Já era do nosso conhecimento o Projeto da Ana Cláudia no Colégio Santa Rosa, (Laços de vida), mas não sabíamos da história dela. Quando a conhecemos pessoalmente, ficamos apaixonados por sua história e pelo desfecho que sua vida teve depois do câncer. Nós do Apeadeiro Café, somos eternamente gratos em poder partilhar nossos doces em um momento tão importante, o lançamento do seu Livro e foi lá que pudemos conhecer a verdadeira Ana! E realmente, tivemos certeza de quão doce e forte ela é, um exemplo de garra e dedicação em prol da luta contra o câncer” Mariely Vieira Borges.

Veja a entrevista com a escrito no youtube do Correio Lageano.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Compartilhe

Rua Coronel Córdova, 84 - Centro - CEP: 88502-000 - Lages (SC) - Brasil . Contato - Fone: 49 3221.3300 e-mail: correiolageano@correiolageano.com.br

Todos os direitos autorais são propriedade do Correio Lageano e Portal CLMais