Conecte-se a nós

Entretenimento

Essencial: Chega de Mau Hálito

Published

em

Foto: Divulgação

É normal, ao acordar, sentir um odor desagradável vindo da sua boca, decorrente do período em que ficamos em jejum durante a noite e a diminuição de saliva, isso chama-se halitose matinal, e causa o mau hálito.

Com a diminuição de saliva forma-se a saburra lingual, uma placa bacteriana esbranquiçada ou amarelada localizada no fundo da língua.

Isso é fácil de tratar, com uma boa escovação dos dentes e língua o odor vai sumir.

O problema é quando persiste durante o dia. Isso não é normal!

Em alguns casos, aparece repetidamente pela ingestão de cafés pretos, carne e alimentos com muito condimento. Porém, uma boa escovação seguida de fio dental, resolvem neste caso também.

O anormal é o mau odor não sumir e a pessoa sentir um gosto metálico. Característico de uma doença sistêmica (organismo) que tem repercussão na boca, através da gengivite. Ela provoca sangramento e mau hálito e é ocasionada por higienização inadequada.

Segundo a cirurgião dentista, especialista em saúde da família e mestranda em ambiente e saúde, Ana Cláudia Freitas (CRO 12115), se a gengivite não for tratada, pode evoluir para uma periodontite que leva à perda dos dentes.

Crédito: Agnes Samantha

“É importante procurar por um profissional e diagnosticar a causa, pois o mau hálito pode ser causado, também, por doenças como diabetes e o uso de medicamentos como no tratamento de pressão alta,” informa ela.

Pessoas que usam aparelho odontológico ou prótese têm que caprichar na higienização.

Alguns passos para a prevenção

1º Correta higienização dos dentes, uma escova macia com cabeça pequena e o reforço do fio dental

2º Higiene da língua com escova ou raspadores de língua

3º Uso de enxaguastes bucais (lembrando que eles não substituem a escovação)

4º Beber muita água, para a produção de saliva

5º Fazer limpeza a cada seis meses para evitar o acúmulo de tártaro

6º Comer alimentos com bastante fibra que estimulam a produção de saliva

Mito: Balas e pastilhas não acabam com o mau cheiro, apenas mascaram por um curto período.

O correto é ir ao dentista pelo menos duas vezes no ano, para fazer a limpeza e a manutenção.

“Em alguns casos, a pessoa não sente o mau hálito, por isso é importante perguntar a algum familiar ou amigo” alerta Ana Cláudia.

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: