Geral

Envolvidos em acidente alegam problemas no semáforo  

Published

em

Motoristas alegam que houve falha no semáforo - Foto: Bega Godóy

Um acidente envolvendo três veículos e sete pessoas no começo da tarde desta quinta-feira (5), arremessou um dos automóveis no Rio Carahá. A colisão aconteceu no cruzamento da Avenida Belisário Ramos com a Rua Marechal Deodoro, perto do Posto Copacabana.

O curioso é que moradores e comerciantes do entorno tentaram avisar a Polícia Militar sobre as constantes falhas dos semáforos daquele cruzamento, minutos antes do acidente.

Eles afirmaram que, às vezes, sinalizava verde para dois sentidos diferentes e intermitente em outros momentos. Segundo os moradores da redondeza, esses problemas acontecem quase sempre e nesta quinta perdurou pela manhã. Um dos moradores, aliás, fez a vez de agente de trânsito e tentou organizar o fluxo. 

De acordo com o diretor executivo de trânsito da Diretran, Newton Silveira Júnior, não existe a possibilidade de que aconteçam sinais verdes simultâneos num mesmo cruzamento.

“O que pode ter acontecido é queimado um fusível e uma das sinaleiras ter ficado preta (apagada) e um dos carros não ter reduzido”, explica ele. E isso, sustenta o agente, pode acontecer durante uma queda de energia.

“Como o sistema é informatizado, basta um pico de luz para desligar; e para religar tem que fazer todo o ciclo das sinaleiras e demora segundos”, observa, ao garantir que não sabia que as sinaleiras do cruzamento onde ocorreu o acidente estava com problemas. “O oficial da PM me avisou depois do acidente ter acontecido”, assegura.

No local, Newton constatou o que já desconfiava: a queima de um dos fusíveis enquanto uma equipe fazia o reparo. A cidade possui 40 semáforos e uma central de monitoramento que fica no prédio do Terminal Rodoviário Dom Honorato Piazera.

É deste local que são sincronizados os semáforos resultantes da onda verde. “Fazemos a contagem de carros que passam numa via, inclusive nos cruzamentos para descobrir qual o horário de maior fluxo para executar a sincronização”, salienta.

Newton avisa a população que se notarem problemas com semáforos liguem para a Diretran: 3019- 7496. Uma viatura será deslocada para consertar os equipamentos. Também contou que, há cerca de 60 dias, foi trocado nos cruzamentos o foco de 100 watts por lâmpadas de led que são melhores e mais econômicas. 

O acidente

Se envolveram na colisão um Uno, uma Kombi e uma Ecosport, a última caiu no rio. Todos os envolvidos alegam que os sinais estavam falhando. Elton Ribeiro Neto dirigia o Ecosport pela Avenida Marechal Deodoro sentido Bairro Santa Helena, ao cruzar a Belisário Ramos foi colhido por um Uno, que foi empurrado por uma Kombi. Na Ecosport do operador da Klabin, estava ele e a esposa dele. 

Elton havia levado o filho de 15 anos num curso e voltava para casa. Já no Uno, recém adquirido pelo pedreiro Edson Macedo, estavam ele e mais três pessoas trabalhadoras de uma obra perto do Material de Construção Ambrósio.

“A Kombi bateu no lado do motorista e eu rodei e a Ecosport bateu do lado do caroneiro”, diz Edson. O carro dele por pouco não caiu no rio Carahá. Na Kombi, somente o condutor que foi levado ao Hospital Nossa Senhora do Prazeres com corte numa das pernas. Samu e Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com