Conecte-se a nós

Notícias

Empresa promete entregar obra do Terminal Rodoviário antes do prazo

Published

em

Foto: Reprodução

Atualizado às 20h30

Ponto de despedidas e recepções, o Terminal Rodoviário Dom Honorato Piazera, em Lages, é o local de embarque e desembarque, além de servir de passagem para pessoas que não desembarcam na cidade, mas utilizam dos serviços da rodoviária.

Em 1991, com direito a show nacional do cantor Sérgio Reis, e sob a gestão de Raimundo Colombo, era inaugurada a nova estrutura da rodoviária, que antes ficava no terreno ao lado. Depois disso, o prédio nunca passou por uma reforma geral. Pensando nisso, e na comodidade dos passageiros, o prefeito Antonio Ceron assinou, na manhã de ontem, a Ordem de Serviço para o início da reforma geral.

Para os taxistas, a reforma mudará até o atendimento ao cliente, afinal, nos dias de chuva poderão abrir as portas do carro sem se molhar e sem a pessoa ficar molhada. “Até a conservação do nosso carro irá aumentar.”

O secretário de Planejamento e Obras de Lages, Claiton Bortoluzzi, explica que uma das alterações na antiga estrutura é a criação de uma marquise metálica na parte frontal. O que irá mudar a vida dos taxistas e de quem chega de carro ao local.

A reforma contemplará, também, pintura geral, parte elétrica, cobertura, banheiros, além de instalação de portas automáticas. O secretário destaca que a reforma é para melhoria no atendimento e, também, que ao chegarem as pessoas tenham uma boa impressão de Lages, afinal, é o primeiro lugar que veem quando descem do ônibus.

Por mês, passam na rodoviária, entre embarque e desembarque, aproximadamente, 45 mil a 50 mil pessoas, principalmente durante a madrugada. Segundo o secretário de Meio Ambiente, Euclides Mecabô, a reforma irá proporcionar um atendimento especial ao passageiro. “Para época era moderno, mas agora precisa de mudanças”.

O vice-prefeito Juliano Polese, recorda a função primordial de um Terminal Rodoviário dentro de uma cidade. “A Rodoviária de qualquer município é a porta de entrada da cidade, onde se encontra a informação do destino e serviços buscados pelas pessoas. A readequação do projeto promoverá uma revitalização mais completa.”

A reforma irá beneficiar, também, a lanchonete da rodoviária, afinal, um ambiente agradável incentiva as pessoas que estão de passagem, por exemplo, a descerem do ônibus. Eloi Agustini é proprietário do estabelecimento desde 1991, e comenta que essas reformas são necessárias.

O recurso para reformar a rodoviária é de emenda parlamentar do senador Dario Berger. No valor de R$ 497.751,55, a obra será executada pela empresa Herval Construções LTDA, de Herval D’Oeste, que tem até seis meses para finalizar, mas pretende entregar antes do prazo.

O prefeito pediu para que a reforma termine antes do Natal, afinal, é uma das datas em que a rodoviária recebe mais pessoas. Caso seja necessário um aditivo para a obra, ou mais itens a serem reformados, a prefeitura entrará com recursos próprios.

O proprietário da empresa Herval, Jucenei Andrade, adianta que a empresa poderá entregar a obra pronta em cinco meses. A previsão é iniciar os trabalhos na quinta-feira (28 de junho), quando haverá uma reunião com a fiscalização para averiguar as prioridades. O começo se dará com demolições e reparos para atividades de pintura. Alguns serviços serão terceirizados pela Herval.

Uma rodoviária mais moderna, cômoda e acessível

O projeto anterior de restauração da rodoviária foi modificado pela Secretaria de Planejamento e Obras, a qual será responsável pela fiscalização dos serviços da terceirizada, através da engenharia.

As modificações e inovações contemplam novos revestimentos nas fachadas e instalação de portas automáticas para conforto térmico interno. Fazem parte da programação de revitalização:

  • A substituição de pavimento na parte frontal para acesso a táxis e veículos em geral;
  • Avanço de cobertura no espaço de carga e descarga no local destinado ao estacionamento para táxis, com intenção de melhor proteção aos passageiros a partir de uma marquise metálica;
  • Traffics calming na parte externa;
  • Limpeza e reforma de telhado de concreto, com resolução do problema de goteiras;
  • Adequação de pisos;
  • Reposicionamento de aparelhos de ar-condicionado;
  • Pintura interna e externa;
  • Reforma total dos banheiros com substituição de divisórias por granito, um material de maior resistência; e
  • Instalação de melhores equipamentos, a exemplo da troca de louças sanitárias e em obediência à circulação da ABNT NBR 9050, referente aos deficientes físicos.
Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: