Conecte-se a nós

Notícias

Empresa da sogra de vice-prefeito prestava serviços à prefeitura

Published

em

Foto: Divulgação

O Centro Automotivo Conexão está suspenso de participar das cotações da Prefeitura de Lages, em razão de os proprietários serem parentes do vice-prefeito Juliano Polese. A Auditoria Municipal decretou a irregularidade em maio e o vereador Jair Júnior (PSD) entrou com pedido de informação na última sessão da Câmara de Vereadores.

Jair explica que recebeu denúncia anônima em seu gabinete e, então, consultou o Portal Transparência, onde constatou a prestação de serviços pela empresa. O vereador entrou com um pedido de informação e questionou sobre a forma de contratação do serviço.

O auditor-geral de Lages, Airton Tadeu Webber Xavier, ressalta que a irregularidade foi notada em maio e, desde então, a empresa foi suspensa de participar das cotações e passa por processo administrativo. Airton acrescenta que o processo está quase concluído e um relatório será apresentado para ser julgado.

O vice-prefeito Juliano Polese explica que a empresa, que é de propriedade de sua sogra, presta serviços à prefeitura há 20 anos. A contratação dos serviços era por meio de cotação, ou seja, quando um veículo da prefeitura apresenta problemas, as empresas apresentam valores e são contratadas as com preços mais baixos. Ele ainda ressalta que a empresa, que antes se chamava Centro Automotivo Bernardi, é uma empresa familiar e de tradição.

Questionado se ao assumir como vice-prefeito, procurou saber se a empresa poderia continuar a prestar estes serviços, Juliano disse que não e que agora, a auditoria está verificando se há a possibilidade de continuar o contrato.

“Eles estão prestando serviços há 20 anos, independentemente se eu sou vice-prefeito ou não. Eu não posso fazer nada para beneficiar alguém, mas também entendo que não posso fazer nada para prejudicar”, ressalta. Além disso, Juliano explica que, no final do processo, irão se manifestar sobre a decisão.

Outra denúncia

Em março deste ano, a 5ª Promotoria da Defesa da Moralidade Administrativa instaurou inquérito civil para apurar uma suposta prática de nepotismo também por parte do vice-prefeito. Três servidores comissionados do município, Aline Batista Bernardi – esposa de Juliano -, Vinícius Bernardi e Graziella Batista Santolin Salomon eram funcionários da Prefeitura de Lages. Vinícius foi exonerado e Aline, que é funcionária efetiva, voltou para o seu cargo de origem e não exerce mais uma função de comissionado.

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: