Eleições

Eleitores, jornalistas e representantes de partidos participam de auditoria

Published

em

Márcio Silveira Duarte registrou reclamação sobre a urna eletrônica e foi convidado a participar da auditoria - Foto: TRE-SC/ Divulgação

Foi realizada, em São José, na manhã de terça-feira (23), a auditoria de três urnas da 100ª e 13ª Zona Eleitoral, de Florianópolis, com a participação de eleitores que reclamaram de falhas das urnas no dia da eleição, representantes do PSL e PSD e jornalistas.

A auditoria faz parte da audiência de preparação das urnas, quando é feita uma votação teste por meio do aplicativo VPP (Verificação Pré e Pós).  As urnas específicas das seções eleitorais dos reclamantes foram utilizadas no procedimento para demonstrar a segurança do processo eleitoral aos presentes.

Após as urnas serem iniciadas, os eleitores foram habilitados e votaram nos candidatos a governador e presidente. Os votos foram registrados em um relatório em papel e, no final, foi emitido o boletim de urna para verificar se o resultado coincidia com o anotado. Logo depois do batimento ser realizado com sucesso, as urnas foram novamente zeradas e lacradas, ficando prontas para o segundo turno das eleições.

“No dia da eleição eu tive problema com o voto para deputado estadual e, desde então, fiquei com essa dúvida. Coincidentemente, me chamaram para participar, hoje, porque eu registrei na seção eleitoral a minha reclamação, e eu aceitei. Foi muito válida a participação porque tirei outras dúvidas técnicas sobre algo que pudesse manipular o voto, mas acho que está tudo ok, continuo confiando nas urnas”, afirmou o eleitor Márcio Silveira Duarte.

Reclamações no 1º Turno

Ao todo, Santa Catarina recebeu 744 reclamações de eleitores. “Nós avaliamos a reclamação de cada um desses eleitores, analisamos o log da urna, uma espécie de caixa preta, examinamos o registro digital de voto e comparamos com o boletim de urna para verificar se houve inconsistência ou não. Podemos afirmar, depois dessas verificações, que todas as urnas funcionaram adequadamente”, explicou Álvaro Sampaio, secretário de Tecnologia da Informação do TRE-SC.

No Paraná

Durante o evento, o presidente do TRE-SC, desembargador Ricardo Roesler, também comentou sobre a auditoria de duas urnas de Santa Catarina feita no Paraná na última sexta-feira (19). “Depois do exame das nossas duas urnas no Paraná não se constatou irregularidade ou inconsistência”, afirmou o desembargador.

A auditoria aconteceu junto à audiência pública de preparação das urnas eletrônicas da 84ª ZE de São José. Também estiveram presentes no evento juízes do Pleno do TRE-SC, juízes eleitorais, representantes do Ministério Público Eleitoral e OAB/SC.

clique para comentar

Deixe uma resposta

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com