Conecte-se a nós

Notícias

Duas escolas de Lages com ensino integral

Published

em

Yasmin, Maria Eduarda e Camille já estão matriculadas no programa de ensino integral - Foto: Bega Godóy

Duas das 44 unidades escolares pertencentes a 26ª Gerência Regional de Educação (Gered), na Serra Catarinense, foram escolhidas para acolher o Programa de Escola de Ensino Médio em Tempo Integral (Emiti). As escolas estaduais Visconde de Cairu, no Bairro Vila Nova; e Flordoardo Cabral, no Copacabana, em Lages, estarão inseridas nesse programa. E, em cada uma, há uma turma formada e vagas para outras que forem necessárias. As matrículas seguem até o dia 11 de dezembro.

O programa do Ministério da Educação do Governo Federal nasceu em 2016 e, em Santa Catarina, começou com 15 escolas. Hoje já são 36. A proposta é dar novo sentido para a educação e, ensinar com excelência os conteúdos, desenvolver competências essenciais para a conquista de realização na vida pessoal e profissional. A partir desse novo conceito, os estudantes vão chegar à escola às 7h50 e sair às 17h20.

“Os alunos terão atividades direcionadas para o projeto de vida. Farão pesquisas e estudos orientados, projetos de intervenção e viagens, entre outras atividades”, explica a diretora da escola Visconde de Cairu, Marilda de Liz Brockveld. “Nessa idade, eles não estão preparados para escolher suas profissões. Com o novo método de ensino, terão a oportunidade de sairem preparados. Nessa nova metodologia, eles se antecipam ao mundo universitário”, completa.

As escolas escolhidas para integrar o novo sistema foram escolhidas porque oferecem boa estrutura, laboratório e sala de informática, fizeram propostas pedagógicas coerentes, e interesse de atender à comunidade no entorno.

Apoio_ Antes de o programa ser implantado, as escolas já contam com vantagens, pois terão a velocidade de internet ampliada e receberão profissionais efetivos de apoio pedagógico: um assistente e um orientador educacional. Além disso, outra importante especificidade do programa é que nos três anos de estudos, não haverá rotatividade de professores. “As aulas serão interativas. Os alunos terão a chance de aplicar o que foi passado a eles por meio de viagens e pesquisas. Pequenos grupos de trabalho, chamados times, serão formados para estudo direcionado e de acordo com o interesse de cada estudante. Eles farão as tarefas na escola”, explica a coordenadora do programa no Visconde, Arlene Aparecida de Arruda.

Capacitação_ A diretora Marilda e a coordenadora Arlene, do Visconde, fizeram cursos de capacitação em Florianópolis e Balnéario Camboriú. Em fevereiro, irão a Balneário Camboriú para trabalharem o planejamento por área. Vídeos foram mostrados a alunos interessados no novo sistema e eles o aprovaram. Dia 7 deste mês, os matriculados visitarão uma escola de Palhoça que adotou o modelo.-

Gered_ O gerente da 26ª Gerência Regional de Educação (Gered), Humberto Aloízio de Oliveira, acredita que duas escolas da Serra Catarinense terem sido escolhidas para abrigar o programa é um bom número. A 26ª regional abrange 44 unidades e 25 mil alunos. “É um programa de ensino específico, ampliado, que dá conta das dimensões de ensino e aprendizado diferente do tradicional”, diz o gerente.

Depoimentos

Yasmim de Sousa é aluna do Visconde desde o ensino fundamental. “Teremos mais oportunidade de vislumbrar um futuro melhor.”

Camille Ramos Duarte estuda no Visconde há três anos. “Vai ser melhor, pois teremos mais aprendizados e não serão aulas somente nas salas.”

Maria Eduarda de Oliveira frequenta a escola há quatro anos. “As aulas são diferenciadas, mais interessantes e motivadoras. Vamos aprender de tudo.”

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: