Duas escolas de Lages com ensino integral – CL+
Conecte-se a nós

Notícias

Duas escolas de Lages com ensino integral

Published

on

Yasmin, Maria Eduarda e Camille já estão matriculadas no programa de ensino integral - Foto: Bega Godóy

Duas das 44 unidades escolares pertencentes a 26ª Gerência Regional de Educação (Gered), na Serra Catarinense, foram escolhidas para acolher o Programa de Escola de Ensino Médio em Tempo Integral (Emiti). As escolas estaduais Visconde de Cairu, no Bairro Vila Nova; e Flordoardo Cabral, no Copacabana, em Lages, estarão inseridas nesse programa. E, em cada uma, há uma turma formada e vagas para outras que forem necessárias. As matrículas seguem até o dia 11 de dezembro.

O programa do Ministério da Educação do Governo Federal nasceu em 2016 e, em Santa Catarina, começou com 15 escolas. Hoje já são 36. A proposta é dar novo sentido para a educação e, ensinar com excelência os conteúdos, desenvolver competências essenciais para a conquista de realização na vida pessoal e profissional. A partir desse novo conceito, os estudantes vão chegar à escola às 7h50 e sair às 17h20.

“Os alunos terão atividades direcionadas para o projeto de vida. Farão pesquisas e estudos orientados, projetos de intervenção e viagens, entre outras atividades”, explica a diretora da escola Visconde de Cairu, Marilda de Liz Brockveld. “Nessa idade, eles não estão preparados para escolher suas profissões. Com o novo método de ensino, terão a oportunidade de sairem preparados. Nessa nova metodologia, eles se antecipam ao mundo universitário”, completa.

As escolas escolhidas para integrar o novo sistema foram escolhidas porque oferecem boa estrutura, laboratório e sala de informática, fizeram propostas pedagógicas coerentes, e interesse de atender à comunidade no entorno.

Apoio_ Antes de o programa ser implantado, as escolas já contam com vantagens, pois terão a velocidade de internet ampliada e receberão profissionais efetivos de apoio pedagógico: um assistente e um orientador educacional. Além disso, outra importante especificidade do programa é que nos três anos de estudos, não haverá rotatividade de professores. “As aulas serão interativas. Os alunos terão a chance de aplicar o que foi passado a eles por meio de viagens e pesquisas. Pequenos grupos de trabalho, chamados times, serão formados para estudo direcionado e de acordo com o interesse de cada estudante. Eles farão as tarefas na escola”, explica a coordenadora do programa no Visconde, Arlene Aparecida de Arruda.

Capacitação_ A diretora Marilda e a coordenadora Arlene, do Visconde, fizeram cursos de capacitação em Florianópolis e Balnéario Camboriú. Em fevereiro, irão a Balneário Camboriú para trabalharem o planejamento por área. Vídeos foram mostrados a alunos interessados no novo sistema e eles o aprovaram. Dia 7 deste mês, os matriculados visitarão uma escola de Palhoça que adotou o modelo.-

Gered_ O gerente da 26ª Gerência Regional de Educação (Gered), Humberto Aloízio de Oliveira, acredita que duas escolas da Serra Catarinense terem sido escolhidas para abrigar o programa é um bom número. A 26ª regional abrange 44 unidades e 25 mil alunos. “É um programa de ensino específico, ampliado, que dá conta das dimensões de ensino e aprendizado diferente do tradicional”, diz o gerente.

Depoimentos

Yasmim de Sousa é aluna do Visconde desde o ensino fundamental. “Teremos mais oportunidade de vislumbrar um futuro melhor.”

Camille Ramos Duarte estuda no Visconde há três anos. “Vai ser melhor, pois teremos mais aprendizados e não serão aulas somente nas salas.”

Maria Eduarda de Oliveira frequenta a escola há quatro anos. “As aulas são diferenciadas, mais interessantes e motivadoras. Vamos aprender de tudo.”

Comentários

Notícias

Cães são impedidos de usar abrigo no Sagrado

Published

on

Fotos: Patrícia Vieira e Diculgação

Para acomodar os cães de rua que viviam perambulando pelas calçadas, os irmãos Rafael Arruda e Raquel Montanari instalaram três casinhas. Em pouco mais de um ano, a estrutura que faz parte do projeto “Ajude um animal de rua”, ampara cerca de cinco cães aleatoriamente.

Os animais que andavam nos arredores das empresas Frangos Montanari e MEGAprojetos Eficiência & Tecnologia, localizadas na Rua Coronel Lica Ramos, no Sagrado Coração de Jesus, em Lages, hoje tem um local para dormir e se alimentar adequadamente.

Porém, para a surpresa dos irmãos, na manhã de quinta-feira, por volta das 7 horas, horário em que Raquel levava as crianças para escola, algo estranho aconteceu. “O cães estavam do outro lado da rua, sentindo-se desamparados”, conta Raquel. Foi então que a empresária percebeu que as entradas das três casas estavam fechadas com pedaços de madeiras escoradas com pedras. Além disso, os cobertores estavam todos bagunçados.

15 de fevereiro – Como amanheceram as casinhas na última quinta-feira.

14 de janeiro – Postagem no perfil do Ajude um animal de rua, mostra os cães abrigados no local

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para desabafar, ainda na quinta de manhã, o empresário Rafael Arruda, postou uma mensagem em seu perfil dizendo que começaria o dia com a frase: “Se os humanos fossem um pouquinho mais animais eles seriam mais gente”. Continua o texto “Sinceramente não sei o que leva algumas “pessoas” a terem esse tipo de atitude! Além de não ajudarem, fazem de tudo pra atrapalhar aqueles que o querem fazer…] e continua “[…Achem algo útil pra fazer, se não for pelos animais, façam pelas pessoas. Não prejudiquem aqueles que sempre se sacrificam por algum propósito. Que não faz nada e ainda atrapalha quem faz!…]”. Ele finaliza a postagem com um alerta “Aviso aos responsáveis, caso chegue até ele, que a partir de agora nossas casinhas serão monitoradas!”

Ainda não se sabe quem poderia teria cometido tanta “crueldade”, porém, os empresários têm suspeitos, já que os animais não são bem vindos por parte de algumas pessoas no bairro. Pois, um dos animais tem o costume de correr atrás de veículos.

Raquel ressalta que não são os abrigos que irão contribuir com o número de cães abandonados na cidade. Muito pelo contrário. “Eles já andavam por aí pelas calçadas. Neste caso, as casas foram para abrigar adequadamente os animais maltratados, que já viviam na rua”.

A ideia contagiou outros vizinhos, que além de água e ração, colaboram com a limpeza das casas, conta a empresária. Os irmãos afirmam que providenciarão câmeras de videomonitoramento específicas para o local.

Raquel e sua mãe Celga, mostram as pedras que foram usadas

O projeto

Fundado em maio de 2016, o projeto “Ajude um animal de rua”, já distribuiu 214 casas em vários pontos de Lages. Embora nem todas as casas estejam ocupadas, a grande maioria têm responsáveis por elas, que mantém limpas e abastecidas com alimentos para os animais.

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Horário de verão termina e brasileiros devem atrasar o relógio em uma hora

Published

on

Fotos: Adecir Morais

O horário de verão, que teve início no dia 15 de outubro do ano passado, encerra a 0h deste domingo (18). Com isso, os moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil devem atrasar seu relógio em uma hora. Os brasileiros do Norte e Nordeste do paÍs, porém, não serão afetados.

O horário de verão foi instituído pela primeira vez em 1931 e, em 2008, ganhou caráter permanente no País. A medida tem como principal objetivo de economizar energia elétrica. Isso porque demora mais anoitecer, o que reduz o consumo eletricidade, conforme o governo.

Segundo a Agência Brasil, balanço do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) mostra que, em 2013 o Brasil, com a medida, economizou R$ 405 milhões, ou 2.565 megawatts (MW). No ano seguinte, essa economia baixou para R$ 278 milhões (2.035 MW) e, em 2015 caiu ainda mais, para R$ 162 milhões. Em 2016, o valor sofreu nova queda, para R$ 147,5 milhões.

No ano passado, o governo federal chegou a cogitar a possibilidade de acabar com o horário de verão, por entender que não havia consenso em relação à economia de energia elétrica. No entanto, mais tarde mudou de ideia e decidiu manter a medida, após avaliar que qualquer economia de luz é bem-vinda.

Nas ruas, o tema divide opiniões. Quem é a favor, como é o caso da vendedora Marli Borges, diz que a mudança aumenta o tempo de luz solar, fazendo com que o dia renda mais. “Prefiro o horário de verão, pois a gente chega em casa cedo e dá de fazer muita coisa [antes de anoitecer], mas para o meu trabalho, o inverno é melhor, porque a gente vende mais por causa do frio”, diz ela, que vende churros, pipoca, batata-frita e crepe em uma barraquinha, no Centro de Lages.

Prefiro o horário de verão, pois a gente chega em casa cedo, mas para o meu trabalho, o inverno é melhor”.Marli borges, vendedora

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Vítima passa por exames após acidente da BR-116

Published

on

Foto: Andressa Ramos

Fernanda da Rosa Antunes, de 36 anos, atravessava a BR-116, sentido Vacaria, quando o caminhão com placas de Bom Jesus, município do Rio Grande do Sul, colidiu na lateral de seu veículo. O acidente ocorreu no local conhecido como trevo da Lactoplasa, que liga a rodovia ao Acesso Sul de Lages.

O motorista do caminhão alegou que trafegava em velocidade normal, viu o carro e tentou frear, porém não conseguiu. Fernanda ficou presa às ferragens e precisou ser desencarcerada e socorrida pelo Corpo de Bombeiros.

A motorista foi encaminhada com ferimentos nas pernas, estava confusa e não se recordava se mais pessoas estavam no carro. Até o fim da manhã desta sexta-feira (16) ela estava na emergência do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres realizando exames de raio-X.

Comentários
Continue Lendo

Notícias

Pinho Moreira quer reduzir máquina administrativa

Published

on

Pinho Moreira assumiu Governo do Estado - Foto: Julio Cavalheiro

Mais de 3 mil pessoas participaram da cerimônia de transmissão de cargo do governador Raimundo Colombo para Eduardo Pinho Moreira, em ato nesta sexta-feira, 16, em Florianópolis. Em seu discurso, Moreira reforçou o compromisso e a responsabilidade do Governo de Santa Catarina com todas as regiões e afirmou que saúde e segurança serão prioridades.

Moreira ressaltou os bons indicadores de Santa Catarina e o status diferenciado do Estado, destacando também a responsabilidade para garantir uma gestão eficiente. “Nossos índices fazem frente aos de países desenvolvidos. Hoje somos o segundo Estado mais competitivo do Brasil; aquele com a maior expectativa de vida e com a menor taxa de mortalidade infantil; com o melhor ensino fundamental de todo o país; e com os menores índices de desemprego, desigualdade de renda e de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza”, discursou.

Destacou, no entanto, os desafios que o Governo do Estado tem pela frente. “Vamos ter que fazer mais com menos. Uma gestão técnica e eficiente é fundamental neste momento, para que possamos reduzir os gastos correntes e garantir o bom atendimento nas áreas prioritárias, como saúde e segurança. Vamos diminuir o tamanho da máquina pública e trazer mais incentivos ao desenvolvimento, através de parcerias com a iniciativa privada e estímulos ao empreendedorismo”.

O governador em exercício fez questão de agradecer à parceria com os governadores Luiz Henrique da Silveira e Raimundo Colombo em sua trajetória política. “Mudanças importantes, embora dependam de ações imediatas, demandam tempo. São resultados de uma sucessão de pequenos passos em busca de um ideal. Porém, o imediatismo que tem tomado conta da política atual impede essa compreensão. Ao longo desses 15 anos avançamos muito: demandas históricas foram atendidas em regiões, até então, desassistidas, o acesso a serviços públicos foi ampliado e o desenvolvimento econômico incentivado como nunca”, destacou.

Moreira afirmou que o conceito de um governo de todas as regiões firmou a necessidade de valorizar a grande diversidade cultural, econômica e social que compõem o Estado. “Aprendemos a ouvir as pessoas e a colocá-las em primeiro lugar. Tenho certeza que esse é o caminho certo e que os passos que demos, nesse sentido, não têm volta”.

 

Comentários
Continue Lendo

Capa do Dia

Instagram

Facebook

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©