Conecte-se a nós

Notícias

Doenças nas articulações aumentam durante o inverno

Published

em

Marlene Bittencourt sente dores fortes e segue as orientações do médico Pedro Lung - Foto: Camila Paes

São diárias as dores que a enfermeira Marlene Bittencourt sente nas articulações, especialmente no inverno. Muitas vezes, nem mesmo os remédios adiantam e ela precisa encontrar uma forma de se adaptar.

Há mais de seis anos, Marlene foi diagnosticada com doenças que causam dores nos cotovelos, ombros, quadris e dedos. Deste então, é preciso buscar formas de aliviar os sintomas, que são pioram durante o frio da Serra Catarinense.

O médico da família Pedro Lung explica, que há mais de uma teoria sobre a razão das dores devido a doenças como artrite, artrose, fibromialgia e lúpus ficarem mais fortes durante o frio. Uma delas é o fato dos receptores da dor ficarem mais sensíveis ao frio e outra é que o encolhimento da articulação manda sinais para o cérebro, que causam o aumento da dor.

Pedro ressalta que há pacientes que sofrem tanto com as dores, que precisam de atendimento diário no Pronto Atendimento Tito Bianchini. O tratamento dessas doenças que são crônicas, que não tem cura, e é realizado com alnagésicos, antinflamatórios e fisioterapias motoras.

Outra situação que auxilia a diminuição das dores, é o uso de roupas quentes e que o portador da doença evite sair de casa em dias muito frios, principalmente durante a noite. A enfermeira Marlene segue todas as recomendações do colega de trabalho e opta por roupas quentes.

O médico ainda explica que as doenças respiratórias, que aumentam durante o inverno, também contribuem para o aumento das dores. Por isso, é bom evitar ambientes fechados, por exemplo, para que o portador não se contagie com vírus, como o da gripe.

Entre as doenças mais comuns está a artrite, que consiste na inflamação das articulações que gera sintomas como dor, deformidade e dificuldade no movimento, que ainda não tem cura. Os sintomas podem surgir em pessoas de qualquer idade, inclusive crianças.

A artrose também é comum e ataca as articulações promovendo, principalmente, o desgaste da cartilagem que recobre as extremidades dos ossos. Seu comprometimento pode gerar dor, inchaço e limitação funcional.

Apesar de poder danificar qualquer junta do corpo, afeta mais comumente as articulações das mãos, da coluna, joelhos e quadris. A artrose piora progressivamente com o tempo, e não existe cura.

A fibromialgia, que atinge em sua maioria as mulheres, é uma síndrome na qual a pessoa sente dores por todo o corpo durante longos períodos, com sensibilidade nas articulações, nos músculos, tendões e em outros tecidos moles.

Junto com a dor, a fibromialgia também causa fadiga, distúrbios do sono, dores de cabeça, depressão e ansiedade. O termo reumatismo é usado para dar nome ao grupo de mais de 100 doenças que atingem os músculos, ossos e articulações e também às doenças reumáticas que afetam o coração, os rins e o sangue.

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: