Conecte-se a nós

Notícias

Correio Lageano: Uma história de credibilidade e inovação

Published

em

Jornal é impresso desde 1939 e já publicou 17.469 edições - Foto: Susana Küster

Em 79 anos, o Correio Lageano publicou 17.469 edições que, com certeza, mudaram a vida de muitas pessoas. Alguns encontraram um emprego, outros conseguiram realizar seus sonhos, resolver dificuldades ou, ainda, por meio das informações, tomar importantes decisões. É difícil mensurar o impacto gerado por meio das informações veiculadas em um jornal, mas o importante é continuar fazendo parte do dia a dia da comunidade. É isso que o CL espera ao completar mais um ano de atividades.

“Uma empresa que dura 79 anos, em um cenário onde a economia teve depressões e movimentos de toda ordem, como mudanças na moeda, modelos de negócios que se transformaram, instabilidade política, guerra e tantos outros acontecimentos é vitoriosa, pois vivemos em um mercado em que a maioria não sobrevive nem por cinco anos,” frisa a diretora do CL, Isabel Baggio.

Além de cumprir sua missão de bem informar, ao longo dos anos, a empresa sentiu a necessidade de criar um braço social. Foi quando, em 2007, surgiu o Instituto José Paschoal Baggio para, por meio dele, desenvolver projetos e ações direcionados à educação, à cultura, à preservação do meio ambiente e ao empreendedorismo.

“É através do Instituto que conseguimos desenvolver ações como o programa Lendo e Relendo, que acontece nas salas de aula e, por meio do qual, os estudantes desenvolvem o hábito da leitura, aprendem a interpretar textos e a se comunicar melhor. Também podemos citar o Festival Internacional Música na Serra, Prêmio Empreendedor e o Sede Serra,” explica Isabel.

Desafios

A diretora do CL percebe que a mídia digital ainda é um desafio, mas acredita que ela alcançou o auge e começou um movimento de retomada do fortalecimento do jornal impresso, principalmente na América do Norte e Europa, e que deverá se refletir no Brasil. Independentemente de quando esse processo se inicie no país, a empresária entende que a base de qualquer empresa de comunicação é o que está registrado.

“O desafio é seguirmos nos adaptando e criando novas soluções de comunicação. Mas precisamos olhar o jornal impresso como algo mais profundo e sólido e a mídia online, mais dinâmica. Os dois têm papéis diferentes, mas se complementam.”

O surgimento das chamadas fake news mostra, na visão de Isabel, que os jornais se fortalecem, cada vez mais, como fontes confiáveis. “O que é impresso, além de informar com mais credibilidade, serve como registro histórico”.

Ela observa que através do jornal é possível analisar como os costumes, a economia, a vida e o seu entorno foram se transformando. “Sem o jornal, não haveria a possibilidade desse resgate histórico, o mundo se perderia sem a sua história.”

Um pouco da história do jornal

O CL foi fundado no dia 21 de outubro de 1939, quando Lages era o centro político do Estado de Santa Catarina. Almiro Lustosa Teixeira de Freitas, Idalécio Arruda e João Ribas Ramos, criaram o jornal, adquirindo o maquinário pertencente ao antigo Correio de Lages.

Durante doze anos, o jornal circulou semanalmente e, em 1951, José Paschoal Baggio, Evilásio Neri Caon, Edézio Neri Caon e Sirth de Aquino Nicolelli, reformularam o periódico, assumindo o compromisso de oferecer ao público um veículo “independente e noticioso”.

Em 1955, as edições passaram a circular duas vezes por semana, o que foi um grande marco para a imprensa local, pois todos os jornais de Lages circulavam semanalmente. Onze anos após a inovação promovida pela equipe chefiada por José Paschoal Baggio, o jornal passou a ser distribuído três vezes por semana e, no dia 8 de outubro de 1967, passou a ser diário.

Em 1990, foi comprada uma impressora rotativa, que dispensou a impressão off-set, tornando o processo mais ágil e fazendo do parque gráfico do CL, um dos mais modernos de Santa Catarina.

Em 2007, foi criado o Instituto José Paschoal Baggio com o objetivo de ampliar as ações sociais e contemplar novas áreas, dando continuidade à visão socialmente responsável do fundador José Paschoal Baggio.

Sempre antenado ao desenvolvimento dos meios de comunicação, em 2010, o Correio Lageano passou, definitivamente para o meio digital com o portal CLMais (www.clmais.com.br). E em 2013, a edição dos dias 20 e 21 de julho inauguraram um moderno e eficiente projeto gráfico com impressão totalmente colorida.

Ao longo do tempo, o CL passou por reformulações gráficas, sendo a última em 2017, quando inovou construindo uma nova marca e um novo portal. No dia 8 de maio deste ano, foi lançado o mais completo portal de turismo da Serra Catarinense (www.naserracatarinense.com.br)

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: