Conecte-se a nós

Notícias

Correia Pinto realiza manifestação na BR-116

Published

on

Fotos: Marlon Maciel/ Divulgação

Em apoio a paralisação dos caminhoneiros, agricultores e moradores de Correia Pinto saíram à rodovia para manifestar a insatisfação com o preço dos combustíveis. O ato foi organizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do município e começou por volta de 14h20 e seguiu até o trevo da empresa Klabin.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Comentários
Compartilhe

Notícias

Homem morre após briga em Abdon Batista

Published

on

Foto: Divulgação

Um homem morreu e outro ficou ferido após uma briga na noite deste sábado (23) no Conjunto Nova Esperança, no município de Abdon Batista.

Segundo informações, os dois homens estavam em um bar, quando iniciou uma discussão. Um deles, identificado como Dirceu de Assis, de 39 anos, foi atingido por um disparo de arma de fogo que teria sido efetuado por Valdair de Chaves, que também foi ferido com golpes de faca.

Os envolvidos foram encaminhados para o hospital Dr. José Athanásio, em Campos Novos, com auxílio da ambulância da saúde e Samu. Dirceu morreu ao dar entrada no hospital.

Valdair foi preso pela Polícia Militar ao deixar a emergência do hospital, e levado a Delegacia de Polícia Civil, em Lages. Os motivos do crime serão investigados.

Fonte: Portal Oséias Inácio

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Valor de terreno onde Berneck pode se instalar é incerto

Published

on

Terreno fica próximo a Seara, nas margens da BR-116, em Lages - Foto: Susana Küster

Continua a discussão sobre o valor do terreno, que fica às margens da BR-116, próximo à empresa Seara, onde a Berneck pretende se instalar, em Lages. Em parte do terreno de 576.943,02 metros quadrados há um reflorestamento de pinus e o conjunto foi avaliado pelo município em R$ 2,5 milhões. O valor foi recusado pelos proprietários da área e o Poder Judiciário, por meio de um oficial de Justiça, avaliou em R$ 2,6 milhões.

A família Arruda Schroeder, que é proprietária do terreno, entrou com recurso no Tribunal de Justiça de Santa Catarina, que determinou que um técnico faça nova perícia judicial. Este trabalho já começou e, segundo informações da prefeitura, deve ser concluído em 30 dias.

Segundo a Procuradoria-Geral do Município (Progem), os atuais proprietários reivindicam R$ 6.783.460. A diferença entre o valor averiguado pelo município e o solicitado pela família é de R$ 4.213.460 e a diferença entre o valor apontado pelo oficial de Justiça e o da família é de R$ 4.143.950.

O que os proprietários alegam para pedir um valor mais alto é que o terreno se caracteriza como sendo urbano e não rural, como defende a prefeitura.

Enquanto essa pendência não se resolve, o município fechou acordo com a Seara, através de um Termo de Acordo de Desapropriação, no valor de R$ 753 mil, pois a empresa é proprietária de parte do terreno onde a Berneck pretende se instalar. O valor pedido pela Seara é o mesmo constatado pelo laudo técnico solicitado pela prefeitura.

Mesmo ainda não tendo um valor definido para o terreno, o município depositou em juízo R$ 2,5 milhões referentes à segunda área, para a família.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Parque Natural: a joia ambiental de Lages

Published

on

Além de centenas de espécies da fauna e da flora, o parque natural tem várias nascentes - Foto: Adecir Morais

Com sorte e atenção, talvez o visitante consiga enxergar a gralha azul – ave símbolo de Lages e região ou até mesmo o papagaio-charão, que basicamente se alimenta do pinhão – a semente da araucária. Tudo isso e muito mais, no Parque Natural Municipal João José Theodoro da Costa Neto, em Lages, uma das principais reservas ambientais da cidade.

Localizado às margens da BR-116, o parque, cujo nome homenageia o antigo proprietário das terras, foi fundado em 1994. Atualmente, possui mais de 150 espécies de animais e mais de 90 de vegetais, como pinheiros nativos, sendo alguns deles centenários.

Dentre os animais que habitam o parque estão o papagaio-de-peito-roxo, o papagaio-charão, a gralha azul e bugio, por exemplo. Entre as plantas, estão a araucária, imbuia, xaxim, pixirica, maria-mole, bracatinga, e outras.

Além das espécies da fauna e da flora, o visitante  encontra, no parque, sete trilhas ecológicas, pelas quais pode caminhar ouvindo o cantar dos pássaros, respirando ar puro e sentindo o cheiro das flores. Para percorrer as trilhas, é necessário agendamento. Por mês, em média, 200 pessoas, entre visitantes e estudantes, frequentam o local.

Unidade de Conservação

O parque é classificado como Unidade de Conservação de Proteção Integral. Essa mudança ocorreu a partir de 2005, por meio de lei municipal. Com a transformação, o local foi inserido no Sistema Nacional de Unidade de Conservação, ou seja, está no banco de dados do Ministério do Meio Ambiente.

E desde o ano passado, a gestão do parque é feita com base em Sistema de Informações Georreferenciadas (SIG). Trata-se de um banco de dados que permite, por exemplo, a elaboração do mapa temático do local. Este mapa poderá ser usados como guia pelos visitantes.

Melhorias

A bióloga do parque, Michelle Pelozato, informa que, atualmente, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente está alinhavando um acordo com a Autopista Planalto Sul – concessionária da BR-116, para plantar de 10 mil a 15 mil mudas de árvores nativas no parque.

A ação faz parte de medida compensatória de impactos ambientais causados por obras rodoviárias executadas pela concessionária. Este projeto prevê, inclusive, a remoção das espécies invasoras (pinus).

Ainda segundo Michelle, outras melhorias serão executadas, como a instalação de câmeras de segurança na sede para evitar que vândalos destruam o patrimônio público. Além disso, o parque também foi selecionado pelo Ministério do Meio Ambiente para receber o Projeto Sala Verde, que consiste em espaços com múltiplas potencialidades, democratizando o acesso às informações, além de desenvolver atividades diversas de educação ambiental, tais como cursos, palestras, oficinas, eventos, encontros, reuniões, campanhas.

SERVIÇO

O horário de funcionamento do Parque Natural é das 8H às 12h e das 14h às 18h; de segunda-feira a sexta-feira. As visitas e passeios pelas trilhas, que podem ser feitas inclusive nos fins de semana, precisam ser agendadas previamente pelo telefone 3224-3142.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©