Conecte-se a nós

Notícias

Consumo de produtos orgânicos cresce a cada ano

Published

on

Os produtos livres de agrotóxicos ganham cada vez mais espaço na mesa do brasileiro. A produção orgânica cresce no país num ritmo de 15% a 20% ao ano. Em Santa Catarina, estima-se que sejam mil famílias dedicadas à este tipo de produção, principalmente na Grande Florianópolis e Serra Catarinense. Dos produtos orgânicos consumidos, 87% são produzidos no próprio Estado. Em Lages, segundo a Cooperativa Ecológica dos Agricultores, Artesãos e Consumidores da Região Serrana (Ecoserra), a estimativa é que a procura por orgânicos tenha crescido entre 10% e 15% no último ano.

Os consumidores de Lages estão cada vez mais interessados em sustentabilidade e em alimentos mais saudáveis. E estão dispostos a pagar mais por esses produtos. A estudante Tainah Brunn, de 23 anos, é uma das frequentadoras assíduas da feira de orgânicos que acontece todas as quartas-feiras nas dependências do CAV/Udesc, em Lages.

Em busca de uma alimentação saudável, Tainah conta que a família passou a consumir produtos sem agrotóxicos há pelo menos 5 anos. Ela adotou a prática há dois. “A gente sente a diferença na alimentação”. Por isso, ela criou esse hábito e vai à feira ou ao supermercado. Tainah explica que prefere comprar em feiras pelo valor, além disso, é uma maneira de garantir alimentos de procedência segura. “Vale a pena investir. O custo e benefício compensam muito mais”.

Entre os produtos oferecidos nas feiras estão verduras, frutas, pães caseiros, mel, doces, sucos e farinhas, entre outros. “Os alimentos são todos cultivados sem a utilização de agrotóxicos e as pessoas podem adquirir produtos saudáveis por um preço bem acessível”, garante o produtor de Bocaina do Sul, Orlando Ribeiro Melo, que participa da feira no CAV, toda semana.

Novos hábitos

Há três semanas a auxiliar administrativo, Stefanny Canani Rodrigues, 32 anos, está frequentando a feira de orgânicos. Para ela, que consumia esporadicamente produtos adquiridos em supermercados, a feira tornou-se algo obrigatório. “Não consumo 100% de orgânicos ainda. Porém pelo fato de saber a procedência é um incentivo para continuar,” completa.

Assim com Tainah e Stefanny muitos consumidores estão colocando mais produtos orgânicos na mesa na Serra Catarinense e região. Edson Luiz Miguel representante comercial da Ecoserra, diz que a cooperativa está apostando todas as fichas no cultivo de orgânicos e tem incentivado os agricultores a seguirem a mesma linha. Há pouco mais de seis meses, ele criou um grupo de Whatsapp para vender cestas agroecológicas. Através do aplicativo são oferecidos aos consumidores produtos da agricultura familiar, orgânicos e certificados.

 

Cosméticos naturais

Jeoline Rosa, de 29 anos, aposta na produção de artigos de beleza orgânicos e naturais. Atualmente trabalha com seis produtos, entre cremes faciais, cremes hidratantes, pomadas, sabonetes, protetores e óleos para banho. Conforme Jeoline, em breve desenvolverá também maquiagem orgânica.

Produtos mais consumidos no país

Os produtos orgânicos mais consumidos são verduras, legumes e frutas. Seis em cada dez consumidores consomem verduras orgânicas. Os legumes e as frutas são escolhas de uma em cada quatro pessoas. Entre as outras opções disponíveis ao consumidor de orgânicos estão produtos como carnes, chocolates, sucos, leites, laticínios, biscoitos, shampoos, sabonetes e tecidos.

 

Selo reconhecedor

Para ter o selo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que reconhece como produto orgânico é necessário seguir alguns critérios, como ter certificação por organismos credenciados pelo ministério, sendo dispensado da certificação os produzidos por agricultores familiares que fazem parte de organizações de controle social cadastradas no Mapa. Pela legislação, considera-se produto orgânico, seja ele in natura ou processado, aquele que é obtido em um sistema orgânico de produção agropecuária ou oriundo de processo extrativista sustentável e não prejudicial ao ecossistema local.

 

Fiscalização

Santa Catarina possui o principal programa do país voltado para o controle da sanidade de produtos orgânicos. O Programa de Monitoramento da Produção Orgânica é executado pela Cidasc, com o apoio do SC Rural, e, nos últimos três anos, já analisou mais de 1,4 mil amostras de produtos orgânicos de origem vegetal. O programa faz o controle de 13 culturas em todas as regiões do estado. Os exames analisam a presença de 257 princípios ativos de agrotóxicos e, caso haja alguma irregularidade, o Ministério da Agricultura é acionado para realizar a fiscalização na propriedade rural ou ponto de venda.

Comentários
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©