Conecte-se a nós

Notícias

Começa o estudo nos municípios catarinenses

Published

em

Foto: Edson Antocheski/ Defesa Civil Regional em Canoinhas/Diculgação

O serviço de mapeamento das áreas de risco nos municípios começou em Santa Catarina. Técnicos da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) estão em campo desde terça-feira (16), para coletar dados para o trabalho de prevenção. O serviço foi contratado pela Secretaria de Estado da Defesa Civil SC, por meio de convênio com a companhia. O valor é de R$ 4.712.596 e a atividade deve durar 18 meses.

As equipes serão distribuídas em três grandes áreas. Duas para a Grande Florianópolis e Sul do Estado; cinco equipes em Chapecó para trabalhar na Serra e no Oeste; e em Joinville também há equipes da para atuar no Litoral Norte, Planalto Norte e parte do Vale do Itajaí.
O serviço produzido pelos profissionais resultará no mapeamento completo do Estado, tanto para setorização de risco, quanto para a suscetibilidade à movimento de massa e inundação. “É um fato inédito para Santa Catarina e o Brasil”, como afirma o secretário adjunto da Defesa Civil SC, Fabiano de Souza. “Não existe Estado no Brasil que tenha o território com esses produtos”, destaca.

A chefe da Divisão de Geologia Aplicada da CPRM, Sandra Fernandes da Silva, diz que o mapeamento vai caracterizar o comportamento do Estado frente ao perigo. “Facilita a gestão do desastre. O gestor público vai saber exatamente as regiões que deve evitar no município para não perder vidas e materiais”, explica.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: