Conecte-se a nós

Notícias

Colocação da primeira passarela será nos próximos dias

Published

em

Foto: Zanco/Divulgação

Uma antiga reivindicação da população que vive às margens da BR-282, no trecho urbano de Lages, deve começar a ser atendida ainda este mês. É a instalação de cinco passarelas para pedestres.

A primeira instalação será feita no Distrito de Índios, no Km 206,5. A colocação da estrutura é feita com o auxílio de um guindaste posicionado na pista e, por essa razão, é necessária a paralisação do trânsito a cada 30 minutos.

Além de se tratar de uma rodovia federal, a BR-282 divide os bairros Santa Maria e Gethal, o que a torna uma via com grande fluxo de veículos.

A expectativa é que com a construção das passarelas, os atropelamentos ficarão na história passada da 282, já que facilitará a passagem dos pedestres.

A Zanco de Xaxim, é a empresa responsável pela implantação das passarelas. O valor do contrato com a empresa catarinense é de R$ 5,7 milhões, e o prazo de conclusão da obra está previsto para outubro deste ano.

De acordo com informações da assessoria de imprensa do Dnit, as passarelas estão sendo construídas em módulos. Serão cinco, implantadas no trecho urbano de Lages.

E mesmo com registros de atropelamentos, não é raro ver pessoas se arriscando para atravessar o trecho. A desculpa é que a volta pela Avenida Luis de Camões aumenta o trajeto e toma muito tempo.

“Estamos acompanhando, junto ao DNIT e a empresa ganhadora da licitação, o processo até a instalação das passarelas. A empresa está respeitando o cronograma.

A obra é de extrema importância para a segurança dos nossos pedestres. Infelizmente, quando foi feito o projeto de construção dos viadutos e das marginais ao longo da BR-282, não estava prevista a construção das passarelas, por isso, estamos há pelo menos três anos buscando uma solução e, agora, está mais próximo de se tornar realidade”, destaca a deputada (PPS), Carmen Zanotto, que teve participação efetiva para que as passarelas fossem implantadas e, inclusive, foi em busca dos recursos necessários para que esse pleito saísse do papel .

 

Entenda processo

A busca para a solução da travessia dos pedestres no perímetro urbano de Lages, vem do período em que a deputada federal Carmen Zanotto exercia o mandato de suplente.

Em maio de 2014, aconteceu uma audiência pública na Acil com a bancada de parlamentares catarinenses, Ministério Público Federal, Fórum de entidades, associações de moradores e o presidente do Dnit-SC, Vissilar Pretto, que estava tomando posse no cargo.

Ainda em outubro de 2014, a parlamentar solicitou ao coordenador da Bancada de Santa Catarina na Câmara Federal, deputado Esperidião Amin, a inclusão de Emenda Parlamentar de Bancada para a construção de passarelas sobre a pista da BR-282.

A previsão era de quatro estruturas no trecho entre Bom Retiro e Campos Novos, no orçamento de 2015. Porém, a emenda não foi atendida.

No período de 2015 e 2017, várias reuniões aconteceram no Ministério do Transportes e no Dnit-SC com a participação da deputada Carmen e o apoio da bancada catarinense, a fim de agilizar o processo de avaliação dos projetos e os orçamentos para a execução das obras.

A parlamentar solicitou, por diversas vezes, ao Dnit-SC e também de Brasília, a construção das passarelas, atendendo ao anseio da população.

 

Contrato

O contrato para a construção das passarelas foi assinado em abril do ano passado. A empresa Zanco, além de ser responsável pela elaboração dos projetos, construiu as cinco passarelas para pedestres. As sondagens começaram em novembro passado com as análises dos locais onde serão instaladas as estruturas.

 

Locais das passarelas

Distrito de Índios (Km 206,5)

Bairro Bates (Km 216,0)

Rua Campos Salles (Km 217,4)

Bairro Frei Rogério/Passo Fundo (Km 218,8)

Bairros São Francisco/São Paulo (Km 220,9)

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: