Notícias

#CLentrevista Edite Moraes do Instituto José Paschoal Baggio

Published

em

Foto: Marcela Ramos

Correio Lageano: O que é o Festival Internacional Música na Serra e como funciona?

Edite Moraes: A música inspira, a música é terapia, ela transforma, e é através desse evento que vamos proporcionar acessibilidade a todos os que gostam da música. Trazendo para Lages muitos turistas, estudantes de música e professores renomados. Tornando nossa cidade um ambiente muito agradável durante a semana do festival. Existem duas programações do Festival, a de verão e a de inverno, dentro da programação de inverno algumas cidades do Brasil estão fazendo seu Festival. Da mesma forma, temos nosso festival de inverno em Lages. O atrativo do Festival Música na Serra é para que estudantes e professor tenham a mesma qualidade dos grandes centros, como São Paulo e em outros lugares do Brasil. Durante a semana de festival, teremos atividades que vão das master classes até os concertos sociais e os concertos que acontecem à noite no Teatro Marajoara, às 20h, com entrada gratuita. Temos professores renomados, que vivem da música. Esse professor que mora lá no exterior, onde sua vida e suas atividades são fora do Brasil, quando ele vem para o Brasil, os estudantes têm a oportunidade de estar com seu ídolo, o seu mestre. O festival oferece um número de bolsas e, neste ano, tivemos uma surpresa no número de inscrições. É feita uma seleção e, neste ano, fechamos com 325. O diretor artístico Jean Reis fez uma seleção desses estudantes e conseguimos atender bolsas com alimentação e hospedagem de sete dias, 120 estudantes. Os demais estudantes conseguimos fazer algumas acomodações, em parceria com a comunidade e alguns hotéis, com valores mais acessíveis. 

Tudo isso gera para nossa economia um resultado significativo para nossa cidade. A cultura é levada para outros lugares do Brasil e também do exterior. Temos alunos confirmados do exterior, como Argentina, Uruguai, Bolívia, que vão estar conosco.

Como essa imersão de música clássica atinge os municípios da região? 

Em 2009, o Instituto [José Paschoal Baggio] colocou um projeto nas ruas e na região, chamado Som e Arte, fez um diagnósticos dos 18 municípios da região da Amures, e percebemos que existe muita gente talentosa na região. Uns cantam, outros tocam, interpretam, e dentro desse diagnóstico a música foi o que mais me chamou atenção. Dentro dessa realidade é que surgiu o Festival Internacional. 

A música clássica é a mãe de todos os ritmos e as pessoas não têm tanta acessibilidade, então, nós trouxemos a música clássica. E este ano temos novidades no Festival, como a música nativista. Fizemos essa difusão de cultura. Por conta do balé e do coro, temos músicas mais eruditas e populares. São vertentes que estamos inserindo juntamente à música clássica. 

A música nos proporciona outra forma de viver que não é apenas aquele convívio social e familiar, mas sim uma profissão. E essa profissão precisa ser valorizada e propagada, as nossas crianças e adolescentes podem viver com isso intensidade. 

Quando será o Festival Internacional Música na Serra? 

Vai ser uma semana de Festival que começa domingo (21) e vai até sábado(27), todos os dias às 20h no Teatro Municipal Marajoara. Qualquer dúvida é só entrar em contato com o Instituto, 3221-3377 ou consultar o site Música na Serra.

Colaborou Marcela Ramos

clique para comentar

Deixe uma resposta