Conecte-se a nós

Notícias

Cinco homens são condenados pela morte do proprietário da Padaria e Confeitaria Tia Concia

Published

em

Um laço preto na fachada do estabelecimento informou onde seria o velório e sepultamento do comerciante - Foto: Adecir Morais/ Arquivo CL

A juíza Gisele Ribeiro, da 3ª Vara Criminal de Lages, condenou cinco homens pela participação do crime de latrocínio (roubo seguido de morte), que vitimou José Elmar Godinho, 52 anos, conhecido como Zé.

O comerciante levou um tiro no peito, no dia 25 de maio do ano passado, em seu estabelecimento comercial, na Padaria e Confeitaria Tia Concia, localizada na Rua Antônio Ribeiro dos Santos, no Bairro Popular, em Lages. Um dia depois do crime, cinco homens foram presos pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) e pela Polícia Militar.

Aldo Roberto Pereira Júnior foi condenado por roubo e corrupção de menores, com uma pena de seis anos e cinco meses de reclusão, em regime inicial aberto e ao pagamento de 15 dias de multa, no valor de R$ 477.

Fernando Branco Nunes foi condenado por roubo e corrupção de menores, com uma pena de oito anos e seis meses de reclusão, em regime inicial fechado, e ao pagamento de 16 dias de multa, no valor mínimo legal, R$ 508,80.

Paulo Ricardo Ávila Tomaz foi condenado por roubo e corrupção de menores a 24 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão, em regime inicial fechado, e ao pagamento de 11 dias de multa R$ 349,80. Gian Carlos Santos Campos foi condenado por roubo e corrupção de menores, com uma pena de 29 anos, 10 meses e 12 dias de reclusão, em regime inicial fechado, e ao pagamento de doze dias de multa, R$ 381,60.

Hemerson Soares de Souza foi condenado posse ilegal de arma e terá que fazer um ano de prestação de serviços comunitários e o pagamento de 10 dias de multa, no valor de R$ 318.

As sentenças não são definitivas. De acordo com informações da 3ª Vara Criminal, três acusados entraram com recurso. Os nomes de quem recorreu, não foram divulgados. Houve também um adolescente envolvido no crime, que foi condenado no juízo da infância.

Relembre o caso

O crime ocorreu no dia 25 de maio de 2017, quando dois criminosos chegaram em uma motocicleta, um ficou do lado de fora esperando e o outro entrou na padaria, usando capacete, e anunciou o assalto.

O comerciante teria tentado acalmar o criminoso, que pedia dinheiro, mas como reação, o bandido atirou contra o peito dele. Em seguida, a dupla fugiu do local sem levar nada. Um dos seus dois filhos, na época com 14 anos, e um cliente, presenciaram o crime. Zé faleceu em sua padaria, deixou a esposa e dois filhos.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: