Conecte-se a nós

Notícias

Centro Administrativo será ao lado da rodoviária

Published

em

Ideia é facilitar a vida do cidadão e economizar com aluguéis - Foto: Susana Küster

Cerca de R$ 300 mil serão economizados, por mês, em aluguéis gastos para alocar secretarias e outras áreas administrativas de órgãos municipais, quando o futuro Centro Administrativo da Prefeitura de Lages ficar pronto.

O novo órgão será construído no terreno que fica ao lado do Terminal Rodoviário Dom Honorato Piazera, no Bairro Universitário.

Em janeiro, as propostas das empresas que vão participar do edital de licitação para o projeto do centro serão abertos. Se calcula cerca de R$ 2 milhões para o projeto de construção da obra ser executado. Segundo o secretário de Planejamento e Obras, Claiton Bortoluzzi, a estrutura terá energia solar e reaproveitamento de água da chuva. “O recurso está garantido pelo governo do Estado”.

O centro terá 17 mil metros quadrados e será dividido em cinco pavimentos, no subsolo haverá um estacionamento e todas as áreas administrativas das secretarias irão para o local. Também está previsto um anfiteatro. “A obra poderá custar de R$ 25 milhões a R$ 30 milhões, mas este valor é somente uma estimativa, já que precisamos dos projetos complementares”.

Se espera que o prazo de execução da obra dure cerca de dois anos e que os trabalhos comecem no final do ano que vem. “Temos o início de 2018 para contratar empresa para fazer projeto, que esperamos ser feito em seis meses. Se tudo correr bem, até o final de 2018, a obra começa”.

O terreno é do município e isso também facilita o processo da obra. O secretário explica que o valor que será economizado com os aluguéis gastos hoje, servirá para pagar as parcelas do financiamento da obra. Os serviços de atendimento ao público ficarão na parte térrea do espaço, para que exista acessibilidade.

Praticidade_ Além da economia aos cofres públicos, o Centro Administrativo vai facilitar a vida do cidadão, que não precisará mais percorrer vários locais para resolver alguma questão que dependa dos órgãos públicos municipais. “As pessoas, às vezes, precisam se deslocar em mais de um lugar para realizar um serviço ou mais de um. Com tudo centralizado, além da economia para as pessoas, tudo será mais rápido e fácil”.

Anúncio
1 Comentário

1 Comentário

  1. JOSÉ CARLOS ARRUDA DE SOUSA

    01/12/2017 at 07:05

    Olá,

    Mesmo tendo outra ideia sobre o local – cobrindo a reta do Rio Carahá entre a Acil e o Bar do Gordo, incluindo Novo Terminal e amplo Estacionamento Público – fiquei contente com a divulgação do pontapé inicial. Com certeza nossa “Província dos Prazeres – 251 Anos” ganhará qualidade de vida com essa obra!

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: