Conecte-se a nós

Festa do Pinhão

Cautela na produção do edital de licitação para a Festa do Pinhão

Published

em

Foto: Bega Godóy/ Arquivo CL

Desde 2014, a Festa Nacional do Pinhão, em Lages, é realizada pela Gaby e GDO Produções. Elas foram as vencedoras do certame para a execução da festa durante seis anos e, para isso, pagaram o valor aproximado de R$ 170 mil anuais.

De lá para cá, a festa passou por mudança de formato, ganhou mais atrações por noite, shows internacionais e artistas que estavam no topo da música. Em 2018, a novidade foi o projeto Origens, que teve como resgate a cultura tradicionalista com a inclusão das gineteadas e das laçadas na programação.

Este é o último ano de realização da festa pela Gabi produções. A 31ª edição acontecerá entre os dias 14 e 24 de junho, no Parque de Exposições Conta Dinheiro. Assim, a Prefeitura de Lages precisa organizar um novo edital, caso queira contratar uma empresa para a realização da festa de 2020.

Segundo o superintendente da Fundação Cultural de Lages e presidente da Comissão Central Organizadora, Gilberto Ronconi (Giba), o modelo de gestão da festa será mantido devido aos resultados positivos obtidos desde 2014, quando a cooperação se iniciou.

Segundo Giba, um novo modelo está sendo construído, pois a Fundação Cultural está acolhendo sugestões para tornar o evento cada vez mais próximo da comunidade. “A parceria público-privada é o melhor modelo de gestão.

Porém, temos que fazer alguns ajustes. Estamos construindo um novo modelo, mas com poucos ajustes, principalmente para tentar regionalizar ainda mais a festa, claro, em conjunto com a empresa que será a vencedora da licitação”, comenta.

Ao contrário do que havia sido noticiado, o edital não será lançado antes da festa. Giba afirma que é melhor construir o documento de forma cautelosa. Assim, a expectativa é que o documento seja divulgado posterior à Festa do Pinhão, para que a empresa vencedora tenha um ano para se preparar.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta