Conecte-se a nós

Notícias

Casa que abrigava Gaeco será demolida e material será doado para Prefeitura de Lages

Published

em

Funcionários da prefeitura fazem a retirada das telhas e madeiras que serão distribuídas para a população - Foto: Núbia Garcia

O casarão que abrigava o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), localizado à Rua James Robert Amos, no Centro de Lages, será demolido para dar lugar a um novo prédio. O novo imóvel abrigará o Gaeco e também o Ministério Público que, atualmente, está instalado no mesmo prédio do Fórum Nereu Ramos. A casa começou a ser desmontada nesta semana e, na próxima, deve ter início o processo de demolição.

De acordo com o subprocurador-geral de Justiça para assuntos administrativos do Ministério Público de Santa Catarina, Cid Luiz Ribeiro Schmitz, o novo prédio terá 5,4 mil metros quadrados, 10 pavimentos e um investimento de R$ 16 milhões, com recursos proveniente do Fundo Especial de Reaparelhamento do MP.

“O prédio vai contemplar as 14 Promotorias de Lages e o Gaeco, que terá um andar independente. Já foi planejado prevendo o crescimento da cidade e a necessidade de ampliação do MP para atendimento das demandas da população”, explica Schmitz. O prazo para conclusão da obra é de dois anos.

Habitação vai reaproveitar materiais

O coordenador do Gaeco, Joel Rogério Furtado Júnior, por orientação da Procuradoria-Geral de Justiça, contatou a Prefeitura de Lages para doar ao município o material proveniente do desmonte da casa, como madeiras, louças (banheiros) e telhas, para que seja reaproveitado. Por isso, desde a última segunda-feira (3), funcionários da prefeitura estão no local fazendo a separação do material.

Segundo o engenheiro do setor de Habitação da Secretaria de Assistência Social e Habitação, Natalino Wolf, todo o material retirado do imóvel será destinado ao programa Reuso, por meio do qual passará por triagem e, posteriormente, será doado para a população utilizar em obras de reforma ou construção de moradias.

“Como a demanda da secretaria é grande, a assistente social também fará uma triagem para identificar quem necessita. Assim, faremos a distribuição”, completa, destacando que a prioridade para doação será para pessoas já cadastradas na secretaria.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: