Conecte-se a nós

Notícias

Caminhoneiros protestam na BR-116 contra aumento do combustível

Published

on

Fotos: Patrícia Vieira

Atualização 13 horas

A paralisação dos caminhoneiros, em todo Brasil, começou nesta segunda-feira (21). Alguns atos bloqueiam pistas em rodovias do país contra a alta nos preços dos combustíveis. Os protestos nas rodovias foram anunciados sexta-feira (18) pela Associação Brasileira de Caminhoneiros (ABCam) e pela Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA).

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, nove trechos de rodovias que cortam Santa Catarina têm o trânsito lento por conta da manifestação. Porém,a PRF, ressalta que apenas caminhões de carga estão sendo bloqueados na rodovia.

Em Lages os caminhoneiros estão paralisados no Km 245, entre as BRs 116 e 282, próximo ao Posto Ampessan. Não há interdição total da rodovia. Veículos leves e caminhões de carga viva têm passagem liberada e caminhões estão adentrando o pátio do posto de combustível. Ao meio-dia, havia apenas bloqueios para caminhões e carretas na BR -116, em Lages.

A categoria pretende paralisar os caminhoneiros por tempo indeterminado, em função do aumento nos combustíveis. De acordo com o diretor, no município, da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes (CNTT),Jorge Flores, a paralisação acontece de forma pacífica.

Conforme a Autopista Planalto Sul na BR-116 há dois pontos de manifesto. Em ambos os pontos o bloqueio é somente para caminhões e carretas. Não há registro de congestionamento em Lages.

Em Mafra a manifestação ocorre no km 7. Há interdição de ambos os sentidos, mas veículos leves estão sendo desviados para as vias marginais, com registro de 100 metros de lentidão em cada sentido.

O caminhoneiro autônomo Natanael Mota de 45 anos, disse que do jeito que está não dá para ficar, pois valor do frete é consumido pelo combustível. “ Esperamos que o governo olhe pela nossa classe”.

Os amigos Leonir Likes e Natanael Mota estão entre os caminhoneiros que aderiram ao movimento

Convocação

A convocação dos caminhoneiros pela ABCam foi feita como forma de cobrar medidas para reduzir o impacto do aumento do diesel, entre elas a isenção de tributos. “O aumento constante do preço nas refinarias e dos impostos que recaem sobre o óleo diesel tornou a situação insustentável para o transportador autônomo. Além da correção quase diária dos preços dos combustíveis feita pela Petrobras, que dificulta a previsão de custos por parte do transportador, os tributos PIS/Cofins, majorados em meados de 2017, com o argumento de serem necessários para compensar as dificuldades fiscais do governo, são o grande empecilho para manter o valor do frete em níveis satisfatórios”, diz comunicado da ABCam.

Na semana passada, a entidade enviou ofício ao governo, afirmando que os caminhoneiros vêm sofrendo com os aumentos sucessivos no diesel, o que tem gerado aumento de custos para a atividade de transporte. Segundo a associação, o diesel representa 42% dos custos do negócio. Citando dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP), a organização afirma que 43% do preço do diesel na refinaria vêm do ICMS, PIS, da Cofins e Cide.

No documento, a entidade reivindicou a isenção do PIS, da Cofins e Cide sobre o óleo diesel utilizado por transportadores autônomos. A associação também propõe medidas de subsídio à aquisição de óleo diesel, por meio de um sistema ou pela criação de um Fundo de Amparo ao Transportador Autônomo.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Paraná, manifestantes bloqueiam desde cedo uma faixa em cada sentido da BR-277 em Paranaguá. Na BR-116 (Rodovia Régis Bittencourt), os caminhoneiros interditaram uma das faixas da pista no sentido São Paulo. A manifestação ocorre em frente a um posto de combustíveis, na altura do quilômetro 67, em Quatro Barras, região metropolitana de Curitiba.

No fim de semana, a Justiça Federal no Paraná proibiu que caminhoneiros bloqueiem qualquer rodovia federal que cruze o estado, sob pena de multa de R$ 100 mil por hora em caso de descumprimento da medida. A decisão é do juiz Marcos Josegrei da Silva.

O magistrado atendeu a pedido da Advocacia-Geral da União (AGU), que descreveu como “incomensuráveis” os potenciais prejuízos causados por eventual bloqueio de rodovias. Apesar da proibição de bloqueios, o juiz destacou “que não se está negando o direito de reunião e/ou de liberdade de expressão previstos constitucionalmente”.

Ele disse que não vê problemas na realização da manifestação “em meia-pista, nos locais em que haja pista dupla”, mas vetou a retenção do fluxo total de veículos.

Comentários
Compartilhe

Notícias

Tanque é alvo de vandalismo

Published

on

Uma impressora foi encontrada dentro da água - Fotos: Divulgação

O Parque Jonas Ramos, o Tanque, no Centro de Lages, foi alvo de vândalos na madrugada deste domingo (24). Além de latas, garrafa e caco de vidro espalhados pelo parque, dentro da água havia até uma impressora.

Em seu perfil no Facebook, o secretário do Meio Ambiente, Euclides Mecabô, lamentou a depredação e disse: “Isso representa uma falta de consciência da importância dos equipamentos públicos”.

Para o secretário, estes danos provocam prejuízos para o patrimônio público, a ideia é que a comunidade ajude nestes casos, denunciando quando possível. As providências serão tomadas junto aos órgãos competentes para que possam identificar as pessoas e posteriormente responderem pelos seus atos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Homem morre após briga em Abdon Batista

Published

on

Foto: Divulgação

Um homem morreu e outro ficou ferido após uma briga na noite deste sábado (23) no Conjunto Nova Esperança, no município de Abdon Batista.

Segundo informações, os dois homens estavam em um bar, quando iniciou uma discussão. Um deles, identificado como Dirceu de Assis, de 39 anos, foi atingido por um disparo de arma de fogo que teria sido efetuado por Valdair de Chaves, que também foi ferido com golpes de faca.

Os envolvidos foram encaminhados para o hospital Dr. José Athanásio, em Campos Novos, com auxílio da ambulância da saúde e Samu. Dirceu morreu ao dar entrada no hospital.

Valdair foi preso pela Polícia Militar ao deixar a emergência do hospital, e levado a Delegacia de Polícia Civil, em Lages. Os motivos do crime serão investigados.

Fonte: Portal Oséias Inácio

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Valor de terreno onde Berneck pode se instalar é incerto

Published

on

Terreno fica próximo a Seara, nas margens da BR-116, em Lages - Foto: Susana Küster

Continua a discussão sobre o valor do terreno, que fica às margens da BR-116, próximo à empresa Seara, onde a Berneck pretende se instalar, em Lages. Em parte do terreno de 576.943,02 metros quadrados há um reflorestamento de pinus e o conjunto foi avaliado pelo município em R$ 2,5 milhões. O valor foi recusado pelos proprietários da área e o Poder Judiciário, por meio de um oficial de Justiça, avaliou em R$ 2,6 milhões.

A família Arruda Schroeder, que é proprietária do terreno, entrou com recurso no Tribunal de Justiça de Santa Catarina, que determinou que um técnico faça nova perícia judicial. Este trabalho já começou e, segundo informações da prefeitura, deve ser concluído em 30 dias.

Segundo a Procuradoria-Geral do Município (Progem), os atuais proprietários reivindicam R$ 6.783.460. A diferença entre o valor averiguado pelo município e o solicitado pela família é de R$ 4.213.460 e a diferença entre o valor apontado pelo oficial de Justiça e o da família é de R$ 4.143.950.

O que os proprietários alegam para pedir um valor mais alto é que o terreno se caracteriza como sendo urbano e não rural, como defende a prefeitura.

Enquanto essa pendência não se resolve, o município fechou acordo com a Seara, através de um Termo de Acordo de Desapropriação, no valor de R$ 753 mil, pois a empresa é proprietária de parte do terreno onde a Berneck pretende se instalar. O valor pedido pela Seara é o mesmo constatado pelo laudo técnico solicitado pela prefeitura.

Mesmo ainda não tendo um valor definido para o terreno, o município depositou em juízo R$ 2,5 milhões referentes à segunda área, para a família.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©