Conecte-se a nós

Esportes

Bruna Lemos é promessa para os Jogos Paralímpicos

Published

em

Lageana treina forte para permanecer na Seleção Brasileira e para se tornar atleta paralímpica - Foto: Bega Godóy

Praticante de atletismo, a meio fundista é especialista nas provas de 1.500 metros. A paratleta é uma das grandes promessas brasileiras para os Jogos Paralímpicos de 2020, no Japão.

Com visão parcial desde o nascimento, a jovem enfrenta treinos fortes de segunda a sábado, nos dois períodos, percorrendo 75 quilômetros por semana. Tudo sob o olhar do treinador Augusto do Anjos. Ela luta para permanecer na Seleção Brasileira e conseguir a única vaga da sua classe para os Jogos Paralímpicos.

Por isso, precisa melhorar o tempo. Sua melhor marca é de 5min23seg, conquistada recentemente no Open/Grand Prix em São Paulo, isso que disputou com atletas convencionais, com idades a partir de 16 anos. Ela é, atualmente, a primeira do Brasil na categoria T13 (baixa  visão).

Para virar atleta paralímpica, Bruna precisa correr abaixo de 5 minutos os 1.500 metros e figurar entre as três do mundo. Ela acredita nisso. “Vou conseguir. Treino muito.”

Para tanto, Bruna terá muitas chances de testar suas condições. Só no mês de junho serão três: Nacional em São Paulo, Open em Berlim  (Alemanha) e Open na Argentina. Há também etapas do Brasileiro ao longo do ano.

Desafios

Bruna, que estava com a delegação em São Paulo, no Centro de Treinamento Paraolímpico Brasileiro, voltou a Lages e aos treinos. No Sudeste, ela se preparou para a disputa do desafio da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAT e Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB)) e em menos de uma semana participou de duas grandes competições. Correu a prova dos 1.500 metros com atletas convencionais e melhorou sua marca, ficando em 1° na sua classe (T13 deficientes visuais) e 5°no geral, no Brasil.

Também disputou o Open Internacional do Brasil, no qual conquistou a marca de 5min23seg e o 1° lugar da classe e 2° lugar geral entre os deficientes visuais (T11/12/13). Agora está focada na busca do tempo de 4min59seg nos 1.500 metros para se manter na Seleção e garantir a vaga permanente na equipe nacional.

“Treinei com dores, me recuperei de lesão durante o período e consegui minha melhor marca do ano, mas esse é só o começo do meu objetivo, que é disputar a Paralimpíada de Tóquio 2020, estou no caminho, vamos chegar lá.”

O técnico Augusto dos Anjos está feliz com os resultados e confia nela. “A Bruna é uma grande atleta, ela consegue progredir nas mais diversas condições, então, o trabalho vai evoluir e cremos na convocação para a Paralimpíada de Tóquio 2020

Anúncio
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: