Conecte-se a nós

Notícias

Botão do pânico protegerá mulheres da violência doméstica

Published

on

O projeto de lei deve se votodo na Alesc em 2018 - Foto: Vitor Jubini/Jornal A Gazeta/Divulgação

Lages ocupa a 12ª posição no mapa da violência em Santa Catarina, e a 714º no país no índice de violência contra a mulher. Dados de 2015 apontam ainda, que a cidade teve o maior número de inquéritos policiais instaurados sobre ocorrências envolvendo violência contra a mulher. Foram cerca de 1,2 mil inquéritos deste gênero. De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina (SSP-SC) em nove meses deste ano foram registrados 18.292 casos de agressões. Na média, são 67 casos por dia, entre estupros, tentativas de estupro, lesões corporais dolosas, tentativa de homicídio e feminicídios.

Diante dos números, o dispositivo conhecido como “botão do pânico” pode se tornar um aliado no combate à violência doméstica sofrida por mulheres em todo o Estado, é o que pretende um projeto de lei previsto para 2018.  De acordo com a PL 0044.2/2017, de autoria do deputado estadual Kennedy Nunes (PSD), os dispositivos de segurança preventivo serão distribuídos para mulheres que são vítimas de violência doméstica e familiar, mesmo com a medida protetiva aplicada, em todo o Estado. Pelo projeto, as mulheres receberão um dispositivo chamado “botão do pânico” que, quando usado, dispara um alarme no posto policial mais próximo.

>>Botão do Pânico_ Dispositivo eletrônico de segurança preventiva que possui GPS e gravação de áudio criado em Vitória (ES) em 2013. Distribuído para mulheres em medida protetiva. Deve ser acionado caso o agressor não mantenha a distância mínima garantida pela Lei Maria da Penha. Ele capta e grava a conversa num raio de até cinco metros.

>>Resultados_ Com a ajuda do equipamento, um homem foi preso em Vitória depois de agredir sua ex-mulher pela terceira vez. Antes disso, a vítima já havia acionado o dispositivo e se apresentado frente ao ex-marido em audiência na 11ª Vara Criminal da capital capixaba. O ex-marido só parou de persegui-la depois que a vítima passou a utilizar o dispositivo

>>Eficiência_ Está se espalhando pelo País: Espírito Santo, São Paulo, Paraíba, Maranhão e Pernambuco. Recentemente foi lançado no Paraná.

 

Comentários
Compartilhe

Notícias

Notícias de segurança

Published

on

Por

Colisão

Corpo de Bombeiros, Samu e Polícia Militar foram acionados para atender a uma colisão, na Avenida Presidente Vargas, em Lages, por volta das 23h30 de domingo (15). O acidente aconteceu quando um Celta atingiu a traseira de uma Kombi que comercializa cachorro quente, estacionada em frente a concessionária Via Serra.

Não foram divulgados os nomes dos envolvidos, tampouco seu estado de saúde após o ocorrido. De acordo com a PM, os ocupantes do carro foram conduzidos pelo Corpo de Bombeiros e Samu ao Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, e o veículo foi recolhido ao pátio.

 

Princípio de incêndio

Também no domingo (15), por volta das 22h35, o Corpo de Bombeiros foi chamado para atender a um princípio de incêndio em vegetação, ocorrido na Rua João Lemos Machado, no Bairro Morro Grande, em Lages. O fogo atingiu cerca de 60 metros quadrados, mas foi facilmente controlado. Não houve vítimas.

 

Briga

No início da tarde de domingo (15) o Corpo de Bombeiros de Lages foi acionado para atender a dois homens que se envolveram em uma briga, na Avenida João Goulart, Bairro Tributo, em Lages. Após um desentendimento, M.S. e A.L. se agrediram usando pedaços de madeira e uma foice.

M.S. tinha ferimentos na parte da frente da cabeça e estava desorientado. A.L. tinha ferimentos na parte de trás da cabeça, mas estava lúcido. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, ambos tinham sinais de embriaguez e foram levados para a emergência do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres.

 

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Mais um atropelamento na BR-282, em Lages

Published

on

Por

Um adolescente, menor de idade, foi atropelado enquanto andava de bicicleta pelo acostamento da BR-282, nas proximidades do Motel Villages, em Lages. O acidente aconteceu por volta das 19h30 de domingo (15), no KM 214.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Lages, o acidente aconteceu quando M.A.S.O., 65 anos, saiu da pista e atingiu a traseira da bicicleta. O homem dirigia uma Triton L200, com placas de Lages e, segundo a PRF, tinha indícios de embriaguez, porém se recusou a fazer o teste do bafômetro.

O Corpo de Bombeiros atendeu à vítima, que foi encaminhada para o Hospital Infantil Seara do Bem, em Lages, com ferimentos no rosto e suspeita de fratura no fêmur direito.

 

Colisão na Avenida das Torres

Ainda no domingo a PRF registrou outro acidente provocado por embriaguez, também na BR-282, nas proximidades do Lages Garden Shopping.

Um Kadett com placas de Lages  trafegava pela marginal da rodovia em velocidade acima da permitida, quando perdeu o controle e invadiu o canteiro que divide a Avenida das Torres, batendo contra o poste do sistema de monitoramento da Polícia Militar.

De acordo com a PRF o condutor E.S.M., cuja idade não foi divulgada, foi submetido ao bafômetro, que constatou alto índice de ingestão de álcool. Ele foi conduzido para a Central de Polícia, para os procedimentos legais.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Justiça arquiva delação contra Raimundo Colombo

Published

on

Por

Foto: Arquivo CL

O processo que apurava a delação premiadas envolvendo o então governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, foi arquivado.  O juiz Fernando Vieira Luiz, da 2ª vara criminal da Capital, aceitou a recomendação do Ministério Público de Santa Catarina. A informação foi divulgada pelo jornalista da NSC, Upiara Boschi. 

A delação envolvia integrantes do PSD apontados como beneficiários de R$ 10 milhões da empresa JBS. O acordo envolvia dinheiro para campanha eleitoral em troca da venda da empresa estatal de água e saneamento, Casan.

Colombo foi denunciado em abril. A Procuradoria-Geral da República ainda não havia apresentado uma denúncia sobre essa investigação,  a investigação estava com  27ª Promotoria de Justiça, que atua na área de moralidade administrativa.

Em um parecer de 14 páginas, a promotora Rosemary Machado Silva entende que a narrativa do delator Ricardo Saud, ex-executivo da JBS, não sobrevive à contextualização dos fatos.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©