Conecte-se a nós

Negócios

Bitcoins: a moeda do futuro?

Published

em

Foto: Divulgação

Nunca se falou tanto em bitcoins como vem se falando nos últimos meses. O “boom” das criptomoedas causou um furor na bolsa de valores, visto a última vez somente com o surgimento da internet. Em crescimento exponencial, tanto a bitcoin quanto dezenas de outras moedas digitais tem ganhado destaque pelo seu alto valor.

É comum encontrar na internet diversos textos falando sobre o tema e, inclusive, dicas de como investir e entrar nesse mercado financeiro. Com valor na casa dos milhares de dólares, a bitcoin atrai investidores devido ao seu valor e ações, mas também por ser um sistema em expansão.

Acredita-se que logo mais essas moedas tomarão o lugar das já tradicionais por serem simples de usar e, especialmente, por estarem no âmbito digital, que também cresce vertiginosamente.

Compra e venda

Ainda não há muitos serviços que utilizem a bitcoin como método de pagamento. Mas, mundo afora, empresas estão apostando na criptomoeda para vender seus produtos ou serviços. Lojas virtuais, agências de marketing e publicidade, até mesmo a Microsoft e a Dell estão aceitando essas moedas.

Bolha

A moeda já é considerada uma bolha. O economista Garrick Hileman, pesquisador de criptomoedas e professor da Universidade de Cambridge, diz primeiro que a bitcoin não é reconhecida oficialmente. Alguns bancos, inclusive, a consideram ilegal.

Mas o que faz especialistas a considerarem uma “bolha”, que pode estourar a qualquer momento, é o fato de o valor dela subir consideravelmente. Além disso, é um mercado ainda sem regulação financeira.

Possível regulação derruba cotação da bitcoin

Depois de atingir níveis recordes no ano passado, a bitcoin caiu na última semana. O medo da regulação seria um dos fatores do forte recuo da moeda digital, além da repressão da Coreia do Sul que estuda proibir a comercialização das moedas digitais.

Segundo análise do site NewsBitcoin, após uma grande queda, o preço da criptomoeda foi capaz de encontrar compradores abaixo do nível de US$ 10 mil. Uma baixa foi formada em US$ 9.096 de onde uma recuperação foi iniciada. O preço voltou a subir e conseguiu negociar acima da resistência de US$ 10 mil.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: