Conecte-se a nós

Notícias

Barreiras e patrulhamento noturno para inibir criminalidade no interior

Published

on

Ação da polícia para coibir furtos no interior da Serra Catarinense é pioneira - Foto: Bega Godóy

Parceria inédita em Santa Catarina entre as Polícias Militar e Militar Ambiental, além da Patrulha Rural, quer aproximação com o meio rural para garantir mais segurança aos moradores do interior. Para isso, 33 policiais das corporações, inclusive da ambiental de Curitibanos, realizaram a primeira operação em dois pontos: na antiga BR-2 e no Paiquerê (Coxilha Rica). Recentemente, houve registro de roubo de gado no interior de Capão Alto.

Em apenas uma das ocorrências, foram levadas 43 cabeças, dessas, três foram recuperadas e a Polícia Civil ainda investiga o caso.Barreiras entre três a quatro horas e patrulhamento na madrugada foram realizados nesta quinta-feira (16) nessas regiões. Essa atividade, que visa a coibir furto de insumos, maquinário agrícola e principalmente de gado, vai se tornar rotineira daqui para frente. Para se ter resultado positivo, a denúncia da população é fundamental.

O comandante da Polícia Ambiental da Serra Catarinense, major Adair Alexandre Pimentel, observa que a frequência desse tipo de atividade vai depender da demanda. “Quanto mais pessoas ligarem para o 190 e registrarem as ocorrências, mais dados chegarão à corporação e melhor ficará o planejamento e os resultados das operações. A população é importante nesse processo, principalmente, a do meio rural”, explica lembrando que aproximação da polícia com o homem do campo aumenta a relação de confiança e consequentemente às denúncias.

“Isso é o que a gente quer que aconteça: que caia o índice de crimes de roubo de gado. Onde a polícia está presente, o criminoso evita e isso pode diminuir a prática e se consegue monitorar os locais mais suscetíveis à criminalidade. Ambos ganham: o homem do campo e a polícia”, conclui.

Entrocamento da BR-2, km 14 e saída para o trevo de Capão Alto foram alguns dos locais das barreiras e patrulhamento – Foto: Bega Godóy

O tenente da Polícia Militar Eduardo Nunes espera colaboração da população. “Além das barreiras, é apresentada a modalidade de policiamento dos serviços prestados. Precisamos das denúncias para que a PM direcione seus esforços para que o crime não volte a acontecer ou ao menos diminua. Se não tiver informação, não tem como atuar”, argumenta.

Da janela_ A dona de casa Rosângela Tripoli e o irmão Luiz estavam acompanhando, da janela, a operação. As seis viaturas ficaram em fente à casa deles. “Vendo eles [os policias] aqui, a gente fica mais sossegado. Aqui nunca roubaram nada, graças a Deus, mas nos vizinhos já aconteceu. Essa barreira sem dúvida tem nossa aprovação. Mas deveria acontecer também aos finais de semana que é quando dá correria”, apela o agricultor Luiz.

Pontos mais críticos em lages

  • BR-2
  • Acesso Norte
  • Pedras Brancas
  • Salto Caveiras

Comentários

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©