Conecte-se a nós

Negócios

Banco da Família comemora 20 anos de atuação

Published

em

Curitibanos é uma das cidades que contam com uma agência do Banco da Família - Foto: Suzani Rovaris

Uma das maiores instituições de microfinanças do País, o Banco da Família, com sede em Lages, comemora 20 de atuação e para comemorar, receberá convidados em evento que acontece na quinta-feira (25), no Serrano Tênis Clube. Durante as comemorações também será lançada o livro “Impacto social – lucro para todos” que conta a trajetória da instituição.

Com 18,5 mil clientes ativos, 147 colaboradores e 21 unidades espalhadas pelos três estados do Sul, o Banco da Família ocupa o primeiro lugar no ranking das instituições de microcrédito no Brasil, segundo a Microrate.

Desde a fundação, já concedeu mais de R$ 720 milhões em crédito para pessoas que desejam empreender, construir a casa própria, melhorar instalações sanitárias ou financiar despesas extraordinárias não previstas.

A partir de agora, a meta é expandir o trabalho para outras cidades e investir em tecnologia. De acordo com a presidente do Banco da Família, Isabel Baggio, os próximos passos incluem a ampliação da base de clientes, oferta de novos serviços e produtos que retornarão como novos investimentos, tecnologia de ponta e inteligência de dados.

“A inovação nos ajudará a dar um salto na agilidade ao atendimento ao cliente, mas tornando os produtos da instituição ainda mais atraentes para investidores, melhorando os resultados como um todo e interagindo cada vez mais com a comunidade global”, afirma Isabel Baggio.

Baixa inadimplência

Com um índice de inadimplência abaixo de 3%, a atuação do Banco da Família vai além dos números, planilhas e gráficos: é definida, principalmente, pelas histórias de vidas transformadas e sonhos realizados.

A instituição reinveste 100% da geração de riquezas oriundas de sua atuação na própria comunidade, formando uma corrente de desenvolvimento e trazendo para esta roda financiadores, fornecedores, empreendedores, consumidores, profissionais e toda a sociedade que, direta ou indiretamente, acaba participando do fortalecimento desta engrenagem.

História

Criado em 1998, com o nome Banco da Mulher, surgiu por uma iniciativa da Câmara da Mulher Empresária, da Associação Comercial e Industrial de Lages (Acil), após constatarem que grande parte dos micro e pequenos negócios da região era liderado por mulheres. Desde o princípio, buscou oferecer alternativas de crédito aos pequenos negócios, formais e informais, de maneira simplificada e eficiente.

“Desenvolvemos uma forma inédita para financiar pessoas de menor renda: aglutinamos os esforços da própria comunidade, de empresas tradicionais e também do poder público”, afirma a presidente Isabel Baggio. “Em resumo, inovamos porque implementamos soluções até então nunca colocadas em prática por governantes e estudiosos do assunto.”

A instituição preencheu uma lacuna que existia na época, quando 98% dos negócios, na região de Lages, eram micro ou pequenas empresas, com poucas opções na oferta de crédito para impulsionar o empreendedorismo.

Diante de novas exigências, necessidades e visando a aumentar a sua abrangência, em 2003, a instituição, que até então era conhecida como Banco da Mulher, mudou e ampliou, passando a se chamar Banco da Família.

Sua história registra uma das experiências mais importantes em negócios inclusivos na América Latina. “Os números espelham os resultados conquistados após anos de investimentos em pessoas, muitas horas de treinamento, conexões e parcerias com organizações públicas e privadas, mas acima de tudo amor ao próximo e desejo de promover a qualidade de vida de pessoas invisíveis às estruturas tradicionais de mercado”, complementa a presidente da instituição.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Facebook

%d blogueiros gostam disto: