Conecte-se a nós

Notícias

Aumenta o número de mortes nas rodovias estaduais de SC

Published

on

O número de mortes nas rodovias estaduais de Santa Catarina aumentou 233% em relação ao ano anterior. A Operação “Esteja presente neste Natal 2017” da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) foi realizada das 18h do dia 22 até as 8h do dia 26 de dezembro, em mais de 4 mil quilômetros de rodovias estaduais. Foram registrados 94 acidentes, com 70 pessoas feridas e dez mortes. Segundo a polícia, na operação de 2016 foram registrados 95 acidentes, com 52 feridos e três mortes.

Dentre as ocorrências, em Jaraguá do Sul, foi registrado um acidente na SC-108 no sábado (23), envolvendo um caminhão Scânia e um GM Corsa. A condutora foi projetada para fora do veículo e ficou em estado grave. Duas crianças morreram na hora. Já na Serra Catarinense não foram registrados acidentes neste período. A última ocorrência com morte foi no dia 21 de dezembro, quando duas pessoas perderam a vida em colisão no trevo da BR-282, em Rio Rufino.

>Brasil_ O número de mortes em acidentes nas rodovias federais no feriadão de Natal caiu 30% na comparação com o mesmo período de 2016 em todo o Brasil. Este ano, foram 79 mortes, ante 113 no ano passado, segundo balanço divulgado nesta terça-feira (26) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). De 22 a 25 de dezembro, nas rodovias federais que cortam Santa Catarina, foram registrados 196 acidentes, com 205 pessoas feridas e quatro mortes, de acordo com dados da PRF em SC.

No país foram 1.352 acidentes

A PRF registrou 1.352 acidentes em rodovias federais de 22 a 25 de dezembro, com 1.320 feridos. Do total de registros, 252 foram acidentes graves, quando resultam em, pelo menos, um óbito ou um ferido gravemente. Durante o feriado de Natal, a PRF flagrou 3.539 motoristas realizando ultrapassagens irregulares e 34.487 dirigindo com excesso de velocidade em rodovias federais de todo o Brasil. Além disso, 627 motoristas foram multados por dirigir após ingerir bebida alcoólica e 1.418 foram flagrados sem cinto de segurança. Entre os motociclistas, 232 foram multados por pilotar sem capacete. E 278 motoristas foram flagrados transportando crianças sem a cadeirinha. Ao todo, 33.133 pessoas e 32.630 veículos foram fiscalizados no feriado de Natal e 19.358 testes de bafômetro foram aplicados.

A ação de fiscalização da PRF faz parte da Operação Rodovida, iniciada na sexta-feira (22). Segundo o porta-voz da operação, o policial Diego Fernandes Brandão, apesar da queda no total de mortes, os acidentes fatais poderiam ser evitados, porque são resultado principalmente de excesso de velocidade, ultrapassagens indevidas, consumo de álcool ao dirigir, falta de equipamentos de segurança e de falta de atenção. “São condutas evitáveis. A gente tem um rol muito grande de mortes que poderiam ser evitadas com mudança de atitude”.

A Operação Rodovida continuará até o dia 18 de fevereiro. “Seguirá no fim de ano, durante as férias escolares e até o Carnaval, períodos com fluxo mais intenso nas estradas”, disse o porta-voz da PRF.
Fonte: Agência Brasil

 

Comentários
Compartilhe

Notícias

Manifestação na Avenida Duque de Caxias em apoio aos caminhoneiros

Published

on

Estudantes universitários fizeram cartazes de apoio à causa da manifestação

 

Na tarde deste sábado (26), estudantes universitários, motociclistas, professores, empresários, caminhoneiros e a comunidade geral se reuniram em frente à Praça da Bandeira, na Duque de Caxias, em manifestação de apoio à paralisação dos caminhoneiros.

Carros, motos e caminhões seguiram em carreata acompanhados por centenas de pessoas que fizeram o trajeto a pé.

Alguns estavam com os rostos pintados de verde e amarelo, outros batendo panelas, segurando a bandeira do Brasil e todos gritavam pelo fim da corrupção. Muitos que estavam na manifestação chamavam quem passava pela via para se juntar ao protesto.

Além do apoio aos caminhoneiros, a comunidade mais se manifestava pelo fim da corrupção. Ouvia-se indignação dos manifestantes pela situação política e econômica caótica do País.

O empresário Eron Janvanier estava na manifestação e opinou que esta é uma indignação de todo o povo. “Não tem mais condições. Clamamos por um país melhor”.

Outros empresários  presentes reclamavam da alta carga tributária, da alta do diesel e dos pedágios caros e também das novas regras da ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre). Eles relatam que se tornou inviável a atividade.

A carreata começou na Avenida Duque de Caxias, passou pela Humberto de Campos, seguiu pela rua Getúlio Vargas até a BR e o destino era o acampamento dos caminhoneiros às margens da BR-116.

Algumas pessoas da manifestação seguiram pela rua Correia Pinto, no centro, em passeata.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Carreata em prol dos caminhoneiros, na Avenida Duque de Caxias

Published

on

Por

Fotos: Gislaine Couto

Centenas de pessoas se reuniram na tarde deste sábado (26), para apoiar a paralisação dos caminhoneiros. Em Lages, o ato acontece na Avenida Duque de Caxias e se estende até a Rua Humberto de Campos. Confira as fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Sem gasolina nos postos de Lages

Published

on

Na manhã deste sábado (26) não havia mais postos de combustíveis com gasolina e etanol disponíveis nas bombas em Lages. Desde que a paralisação dos caminhoneiros se iniciou o que se viu foi uma corrida aos postos para abastecer os veículos.

Todos os dias a maioria dos postos registrou intensas filas. No Posto Central, que era um dos últimos a ter combustíveis, na rua Correia Pinto, na tarde de sexta-feira (25) havia intensa fila que se estendia até próximo do terminal urbano. Houve casos de espera na fila para abastecer de até duas horas.

Uma das organizadoras da paralisação dos caminhoneiros em Lages, Ana Paula Mendes, destaca que foi liberado um caminhão para abastecer as viaturas das polícias, do Corpo de Bombeiros e também as ambulâncias. Ela ressalta também que foi liberada uma carga de gás para os hospitais e presídio.

Ainda não há previsão para o fim da paralisação dos caminhoneiros, que ocorre em todo o País.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©