Conecte-se a nós

Notícias

Assassino de mulher pode pegar, se condenado, 50 anos de prisão

Published

em

Adelcio deve ser esquadrado por estupro, latrocínio, ocultação de cadáver e manobras perigosas - Foto: PM de Otacílio Costa/ Divulgação

Era para ser apenas uma abordagem de infração de trânsito. Mas as Polícias Militar e Civil de Otacílio Costa descobriram um feminicídio. Maria de Fátima Jeremias, de 51 anos, foi encontrada morta num reflorestamento de pinus, a cerca de 20 quilômetros do Centro de Otacílio Costa (em direção à rodovia BR-470), por volta das 13h30 de domingo. Ela estava de bruços e vestida somente com sutiã, as demais roupas foram encontradas espalhadas pelo local do crime. Mais tarde, foi constatado que ela foi morta por asfixia, esganadura e também foi estuprada.

O grupo de investigação de Otacílio Costa chegou ao corpo, indicado por Adelcio dos Santos, de 31 anos, autor confesso do assassinato. Pela manhã, ele foi denunciado por populares ao dirigir um veículo Fox de forma perigosa em via pública, no Bairro Santa Catarina. Ele tentou fugir e foi perseguido pela Rua Teobaldo Prestes Valim por cerca de 800 metros, até que perdeu o controle do carro e colidiu contra um barranco.

Já na Delegacia de Polícia, apurou-se que o veículo era roubado, pois no interior foi encontrada a documentação de Maria de Fátima. Contato com ela foi tentado, sem efeito e, em seguida, com o último dono do carro que mora em Pouso Redondo, mesma cidade onde a vítima morava. Ele confirmou a venda do carro e o interrogatório mudou o rumo. Adelcio, a princípio, disse que fugiu porque não era habilitado, porém logo contou aos policiais que havia abandonado a mulher amarrada num matagal às margens da SC-114.

Local do crime _ Como o local do crime fica no limite da fronteira de Ponte Alta, que responde pela Comarca de Correia Pinto e, coincidentemente, quem estava de plantão era o delegado Fabiano Henrique Schmitt, de Correia Pinto, que assumiu o caso e lavrou o flagrante. O processo-crime vai tramitar em Correia Pinto. Adelcio foi encaminhado para o Presídio Regional de Lages  e está à disposição da Justiça.

O Instituto Geral de Perícias foi acionado e fez o levantamento pericial no local do crime. “O caso está concluído. Não há dúvida da autoria. Faltam apenas os laudos toxicológico e cadavérico que apontarão a hora da morte”, disse o delegado. Segundo Schmitt, Adelcio foi autuado em quatro crimes: estupro, latrocínio (roubo seguido de morte), ocultação de cadáver (o corpo estava em local ermo) e por manobras perigosas. Pelos crimes, o rapaz que mora em Otacílio Costa e nascido em Ponte Alta, pode pegar, se for condenado, no máximo  50 anos de prisão.

Adelcio tem várias passagens pela polícia. Vítima e autor já se conheciam e, possivelmente, saíram de um baile em Pouso Redondo. Maria era natural de Aurora morava sozinha em Pouso Redondo e tinha dois filhos.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Cinema

Facebook

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: