Conecte-se a nós

Esportes

Após erro de arbitragem, cobrança de pênaltis é remarcada para o Jocol

Published

em

O fato pitoresco ocorreu no futebol dos Jogos Comunitários de Lages (Jocol) - Foto: Divulgação

O futebol amador, que muitas vezes está longe dos holofotes, pode reservar capítulos no mínimo pitorescos e bizarros. Na disputa da semifinal do futebol, da Divisão Especial dos Jogos Comunitários de Lages (Jocol), a tradicional competição do esporte amador da cidade, entre Ajax Morphos e Udinese, o arbitro encerrou a cobrança de pênaltis antes de se esgotarem as chances de uma das equipes. O fato aconteceu na noite de terça-feira, no Estádio Municipal Vidal Ramos Júnior.

No tempo normal, o Udinese sai na frente do placar, mas o Ajax empata no finalzinho do jogo, com um gol do atacante Galinho. Com isso, a decisão da vaga na final foi para a disputa de pênaltis. Os jogadores do Udinese desperdiçaram três, das quatro primeiras cobranças (faltava uma, portanto, para completar as cinco, conforme determina o regulamento). Enquanto isso, o Ajax converteu duas das três primeiras, porém, antes de bater o quarto pênalti, a arbitragem interrompeu as cobranças e o Ajax saiu como vencedor das disputas, mesmo necessitando converter pelo menos um das duas cobranças que lhe restava.

Minutos mais tarde, a arbitragem se deu conta de que faltavam cobranças para definir a equipe classificada, mas alguns jogadores teriam se recusado a retomar as disputas.
O Udinese se considera prejudicado, porque o Ajax poderia desperdiçar as duas cobranças que restava. Neste caso, a equipe poderia converter sua última cobrança e a disputa terminaria empatada, o que forçaria as cobranças alternadas, que definiriam a equipe classificada.

Árbitro faz ‘mea culpa’: “Acabei me equivocando”

Na súmula, o arbitro da partida, Charles Neves de Souza, declarou que se “equivocou” ao terminar o jogo antes da conclusão das cobranças. Alegou ainda que “alguns minutos” após o jogo, foi alertado sobre o erro. Imediatamente, sugeriu a continuidade das cobranças, mas e equipe da Udinese não teria aceitado.

Em resposta, o diretor do Udinese, Eduardo Rogério Hubner dos Santos declarou que sua equipe decidiu não retornar a campo, porque a maioria dos jogadores do time, inclusive o goleiro, já tinha deixado o estádio.

Quanto ao retorno das cobranças, informou que vai consultar um advogado para avaliar a questão. Ele não descarta entrar com recurso questionando a volta das cobranças. Neste sentido, defende que as disputas comecem do zero, e não onde pararam.

O coordenador do Jocol, Benedito Carvalho Moura, conhecido como Dito, afirma que as cobranças das penalidades máximas serão retomadas às 19 horas desta quinta-feira, conforme prevê o regulamento, com o placar de 2 a 1 em favor do Ajax, faltando duas cobranças para esta equipe e uma para o Udinese.

Já o dirigente do Ajax, Rodrigo Derossi concorda com a retomada das penalidades máximas por “questão de bom senso”. Ele vê má fé na atitude do adversário, que não aceitou voltar a campo para encerrar as cobranças, após o alerta do arbitro da partida.

Anúncio
clique para comentar

Deixe uma resposta

Anúncio

Capa do Dia

Anúncio
Anúncio

Cinema

Facebook

Anúncio
%d blogueiros gostam disto: