Notícias

Apartamento e carro importado apreendidos na Operação Quebrando a Banca

Published

em

Foi apreendido dinheiro, bloco de anotações, máquinas de jogo do bicho, entre outros objetos - Foto: Ministério Público/Divulgação

Muitos veículos estacionados em uma rua tranquila do Centro de Lages e muita movimentação na sede do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) mostravam que algo grande acontecia no local. Ao entrar na sede do órgão, era possível ver pessoas sentadas e algumas em pé em um corredor, além da movimentação de advogados.

A operação denominada “Quebrando a banca” começou terça-feira (21) pela manhã, cumprindo seis mandados de prisão temporária, 20 buscas e apreensões de bens móveis e imóveis, além do bloqueio das contas bancárias vinculadas à organização criminosa.

Os mandados de prisão temporária foram cumpridos em Lages (4) e Herval D’Oeste (2), e as buscas, além desses dois municípios, também ocorreram em Ponte Alta, Joaçaba e Ibicaré.

O nome da operação deve-se ao fato de a 12ª Promotoria de Justiça da Comarca de Lages e o Gaeco constatarem fortes indícios da participação dos investigados nos delitos do jogo do bicho, associação e organização criminosa, além de lavagem de dinheiro.

Entre os materiais apreendidos e bens sequestrados estão um apartamento, uma banca de apostas, um veículo importado, máquinas de jogo do bicho, extratos dos jogos, blocos de anotações de apostas, cadernos de controle de contabilidade, dinheiro em espécie e recibos.

Os mandados foram cumpridos pelo Gaeco com o apoio da Corregedoria da Polícia Civil, do Centro de Apoio Operacional Técnico do Ministério Público de Santa Catarina e do Instituto Geral de Perícias (IGP).

O Correio Lageano foi até o Gaeco de Lages e ao Ministério Público, mas ninguém repassou mais informações. Segundo a assessoria de imprensa do Ministério Público de Santa Catarina, mais dados não podem ser prestados para não prejudicar a continuidade das investigações.

Fonte: Ministério Público de Santa Catarina

clique para comentar

Deixe uma resposta