Conecte-se a nós

Notícias

Alunos voltam às aulas pensando no futuro

Published

on

É apenas o início das aulas, mas os alunos já estão pensando lá na frente. A pequena Ana Gabriella Godoi Duarte, de 8 anos, está no terceiro ano do ensino fundamental da Escola Municipal de Educação Santa Helena, mas já pensa na faculdade de medicina que quer cursar.

Ana estava contente com o retorno às aulas e ansiosa, também. Em parte, por reencontrar os colegas de classe, mas porque acredita que cada ano é uma oportunidade de aprender mais. “Estou muito grata e feliz por ter chegado até aqui”. Uma maturidade que acompanha a aluna desde sempre, que também deseja aos amigos um “ótimo ano letivo”.

Os alunos do nono ano do Santa Helena, há um passo de entrarem no ensino médio, também já pensam sobre o futuro e o que querem cursar. Para o estudante João Vitor Medeiros Pereira Mendes, de 14 anos, o último ano do ensino fundamental é importante para se manter, pelo menos, na média.

Isso porque, as notas tiradas este ano irão influenciar na seleção de alunos para cursos técnicos, em outras instituições. João comenta que pretende ingressar logo num desses preparatórios profissionais, primeiro, para ter um início na carreira e, segundo, para ser uma forma de contato inicial com a graduação. Entre suas opções estão jornalismo e psicologia. Ele enxerga em ambas as áreas, formas de ajudar outras pessoas.

Por sua vez, Yasmin Carvalho Doege, 14, que estuda na mesma sala que João, acredita nos mesmos propósitos que o colega. Com o interesse de cursar direito ou engenharia, Yasmin ressalta que é preciso pensar previamente no futuro, devido a concorrência. “Tem de se pensar para não ficar para trás”.

Ana Gabriella já pensa em cursar medicina, mesmo estando apenas no terceiro ano

Início do ano letivo foi muito tranquilo

O diretor geral da instituição, Daniel Neves Padilha, em seu terceiro ano de gestão, avalia o início das aulas como tranquilo. O primeiro dia é mais para a recepção dos alunos, que chegam eufóricos das férias, segundo o diretor. Além disso, a organização de grade dos professores estava certa o que não impactou no cronograma, não deixando os alunos sem atividades.

A secretária de Educação, Ivana Michaltchuk, explica que essa organização se deve ao planejamento, feito em dezembro. Com a antecipação da chamada dos professores, foi possível organizar todas as grades e ainda se precaver de desistências, semanas antes do início das aulas. “Até os monitores, que são 500, conseguimos contratar tudo antes”.

Merenda

Algumas escolas tiveram problemas com a merenda escolar. Isso se deu em função de um problema com a empresa que ganhou a licitação. Ivana explica que estava tudo certo, mas houve problemas com a justiça, sendo necessário chamar a segunda empresa na lista de licitação para assumir a merenda. A secretária destaca que nesta terça tudo estará normalizado.

Comentários
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©