Conecte-se a nós

Notícias

Acidente na SC-114: polícia questiona trânsito de trator na rodovia

Published

on

Colisão aconteceu às 19h30, num trecho escuro - Foto: PMR/ Divulgação

Já estava escuro, quando um trator colidiu de frente com uma caminhonete Ford/Ranger na rodovia SC-114 em Otacílio Costa. O acidente ocorreu na noite de quarta-feira (9) e causou a morte do motorista da pick-up, Edi Carlos Barbosa, de 37 anos, já o filho de 15 anos que estava de carona nada sofreu. O condutor do trator, o agricultor,  ZCM, de 56 anos, saiu ileso e nem precisou ser conduzido ao hospital.

A colisão frontal ocorreu nas proximidades da Casa das Primas e do trevo do Posto Nossa Senhora Aparecida 2. Segundo informações da Polícia Militar Rodoviária de Palmeira, os dois veículos saíram do interior e se encontraram antes de passar pelas barreiras de controle colocadas na rodovia.

A SC-114 está em obras e o trânsito funciona em uma pista, no sistema pare e siga. Ou seja, na hora do impacto eles trafegavam na mesma pista e a escuridão deve ter prejudicado a visibilidade.

A Polícia Militar Rodoviária avalia, que apesar do trator estar com a documentação em dia e o condutor possuir habilitação, a circulação dessas máquinas em via pública não é permitida, segundo o Código Brasileiro de Trânsito (CTB).

O veículo, nessas circunstâncias é notificado e retido (é usado um guincho e levado a um local apropriado). Para deslocamento, caso haja necessidade, é recomendado o uso de um caminhão prancha. Mesmo assim, é bem comum o tráfego de máquinas pesadas em cidades do interior e aumenta a possibilidade de ocorrência de acidentes.

Ainda de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) a velocidade mínima de deslocamento em uma via é a metade da velocidade máxima permitida na mesma. Ou seja, em vias onde a velocidade máxima é de 80 km/h, a velocidade mínima de deslocamento será de 40 km/h. Como tratores se deslocam em velocidades inferiores, não estão aptos. São veículos para realização de trabalhos, não para estarem trafegando como carro de passeio.

O acidente foi atendido pelo Corpo de Bombeiros e Samu de Otacílio Costa. A ocorrência provocou o fechamento da SC-114 por mais de uma hora, e o Instituto Geral de Perícias foi acionado para a remoção do corpo.

Circulação de tratores em via públicas

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB), define trator como sendo o veículo automotor construído para realizar trabalho agrícola, de construção e pavimentação e tracionar outros veículos e equipamentos. Só podem ser conduzidos, na via pública, por condutores habilitados nas categorias “C”, “D” ou “E”, conforme art. 144 do CTB.

Exceção

Há autorização para circulação de máquinas agrícolas em rodovias, mas para isso é necessário o registro e licenciamento do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), recebendo pelo Detran uma numeração especial, de acordo com o Art. 115, CTB entre outros itens..

Comentários
Compartilhe

Notícias

Pontos da BR 116 com manifestação em Santa Catarina e Paraná

Published

on

Por

Foto: Susana Küster

BR 116 em Santa Catarina:

 

Mafra:

Km 7: ambos os sentidos liberados para veículos leves, ônibus, veículos de emergência e caminhões com carga viva, sem registro de lentidão. Há paralisação de caminhões e carretas em acostamentos por aproximadamente 3 km em cada sentido.

 

Papanduva:

Km 54: ambos os sentidos liberados para veículos leves, ônibus, veículos de emergência e caminhões com carga viva. Caminhões parados no trevo de acesso ao município.

 

Santa Cecília:

Km 138: RODOVIA TOTALMENTE INTERDITADA

Km 141: RODOVIA TOTALMENTE INTERDITADA

Km 143: RODOVIA TOTALMENTE INTERDITADA

 

Ponte Alta do Norte:

Km 166: RODOVIA TOTALMENTE INTERDITADA

 

Correia Pinto:

Km 217: RODOVIA TOTALMENTE INTERDITADA

 

Lages:

Km 245: ambos os sentidos liberados para veículos leves, ônibus, veículos de emergência e caminhões com carga viva. Veículos de carga estacionados em pátio de posto de combustível, não há registro de lentidão.

 

BR 116 no Paraná:

 

Curitiba:

Km 115: interditado para veículos de carga, os mesmos estão estacionados em acostamento, ambos os sentidos. Restante de veículos trafegam normalmente.

 

Fazenda Rio Grande:

Km 125: interditado para veículos de carga, os mesmos estão estacionados em acostamento, ambos os sentidos. Restante de veículos trafegam normalmente;

Km 127: interditado para veículos de carga, os mesmos estão estacionados em acostamento, ambos os sentidos. Restante de veículos trafegam normalmente.

 

Mandirituba:

Km 135: pista norte interditada e tráfego desviado para acostamento, tráfego da pista sul permanece sem obstrução. Não há registro de lentidão;

Km 152: ambos os sentidos liberados para veículos leves, ônibus, veículos de emergência e caminhões com carga viva. Veículos de carga estacionados em pátio de posto de combustível e faixa de domínio, não há registro de lentidão.

 

Quitandinha:

Km 166: ambos os sentidos liberados para veículos leves, ônibus, veículos de emergência e caminhões com carga viva. Veículos de carga estacionados em pátio de posto de combustível, não há registro de lentidão.

 

Campo do Tenente:

Km 191: ambos os sentidos liberados para veículos leves, ônibus, veículos de emergência e caminhões com carga viva. Veículos de carga estacionados em pátio de posto de combustível, não há registro de lentidão.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Taxistas aderem movimento de caminhoneiros

Published

on

Por

Foto: Divulgação

Os taxistas de Lages fizeram uma carreata na tarde desta quinta-feira (24) em apoio a greve dos caminhoneiros. Eles seguiram em direção ao Posto Ampessan, no entroncamento das BRs 116 e 282. Depois de conversarem com manifestantes foram até o Posto Palmeira e em seguida retornaram para o Sindicato dos Taxistas, entidade que organizou a carreata.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo

Notícias

Se a paralisação continuar, combustível termina em dois dias em Lages

Published

on

FotoS: Patrícia Vieira

Com receio de desabastecimento em razão da mobilização nacional dos caminhoneiros autônomos, que entrou no seu quarto dia, os motoristas formaram grandes filas em postos de combustíveis de Lages. A corrida por combustível só fez acelerar a falta em alguns postos.

A previsão de alguns empresários do ramo é que o estoque termine em no máximo dois dias, caso a paralisação continue. Porém, a possível falta não é motivo para desespero dos consumidores.

Segundo Sadi Montemezzo, mesmo assim não é motivo para a população de apavorar. “ O consumidor deve ter calma, não acabar para sempre”. afirma.  A orientação é que a população estoque combustível. Só abasteça se for mesmo necessário. “A população não precisa de apavorar. Caso falte, logo tudo se normalizado” alerta Sadi. Não a filas no posto Ouro Preto.

O motorista Pedro Rottini abasteceu na manhã desta quinta-feira (24). Ele explica que tomou essa atitude porque o tanque do carro estava vazio. A proprietária do Posto Chaplin, Gelsa Parizotto, disse no começo da manhã, que o estoque de combustível estava acabando.

Dos oito postos pesquisados pelo Correio Lageano, durante a manhã apenas o Copacabana e APR na rótula do Triângulo, e Macekofe não havia mais combustível. “Vim abastecer porque o tanque do carro está na reserva. Se não conseguir abastecer foi ter estacionar o carro e esperar as coisas se normalizar” disse o consumidor João Terra.

Contudo, os responsáveis pelos postos Chapelin, Beatriz, Lageano, Peruzzo e Ouro Preto, garantem que os postos ainda têm combustível. Conforme o empresário Edson Deggeroni, dos três estabelecimentos que possui em Lages, explica que está em contato com a Petrobras e que os postos devem ser abastecido. Como foi o caso do Beatriz e Lageano. Embora tenha recebido apenas 5 mil litros. Por causa disso, a fila estava grande na Avenida Papa João XXIII, conta o empresário. 

Já a empresária Maria Peruzzo, conta que tem combustível o suficiente no Posto Peruzzo. “A não ser que aumente muito a demanda nas próximas horas” disse. No local não havia filas. Ainda conforme os empresários, os postos estão mantendo o valor do combustível. Eles garantem que mesmo com o risco de faltar, não irão aumentar os valores.

Situação dos postos verificados pelo CL na manhã de quinta.

Não tem

  • Porto Copacabana
  • APR na rótula do Triângulo,
  • Macekof

 

Ainda tem

  • Porto Chapelin
  • Posto Beatriz
  • Posto Lageano
  • Peruzzo
  • Ouro Preto

Procon

O Procon de Lages emite nota da situação nos postos de Lages.

  • Postos Beatriz,  Ouro Preto e Sens – pouca quantidade, menos de mil litros disponíveis. Pode acabar ainda nesta quinta;
  • Postos sem gasolina – Raid, Universitário, Chaplin, Luma, Centenário, Pinheirão. Há 300 litros de gasolina no posto Elefantinho e 10 mil no Central;
  • Posto Duque – Estoque acabado. Preço gasolina comum de:R$ 4.29,9, aditivada a R$ 4.44,9 e diesel a R$ 3.89,9;
  • Posto Delta – acabou estoque e não repassaram valores;
  • Posto Rex – 1.800 litros em estoque. Aditivada a R$ 4.35,9, comum a R$ 4.15,9 e óleo diesel e R$ 3.54,9;
  • Posto Peruzzo – dez mil litros em estoque. Aditivada a R$ 4.49,9, comum a R$ 4.39,9 e óleo a R$ 3.83,9;
  • Posto Lageano – acabou estoque. Aditivada a R$ 4.71, comum a R$ 4.28 e óleo a R$ 3.73, e
  • Posto Guarujá – 2.500 litros em estoque. Aditivada a R$ 4.46, comum a R$ 4.26 e óleo a R$ 3.55.

 

Neste posto, a previsão é que terminasse ainda nesta quinta-feira

A greve

A greve foi deflagrada na segunda-feira (21), e luta pela redução do preço do diesel, o maior custo da categoria. O presidente Michel Temer  tenta encontrar uma saída, e por isso, está reunido na desta quinta-feira, com os ministros da Fazenda, Eduardo Guardia; dos Transportes, Valter Casimiro; de Minas e Energia, Moreira Franco. Também estão na reunião o presidente da Petrobras, Pedro Parente, e o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid. A realização do encontro foi informada pelo Palácio do Planalto.

Comentários
Compartilhe
Continue Lendo
Anúncio

Capa do Dia

Anúncio

Instagram

Facebook

Anúncio

Rua Coronel Córdova, 84 . Centro . 88502-000 . Lages . SC . Brasil . Fone: 49 3221.3300 . correiolageano@correiolageano.com.br

CL+| Correio Lageano - Todos os direitos reservados ©